A verdadeira definição da ciência

É comum entrar em assuntos dos campos científicos com pessoas e principalmente os ateus hodiernos e nos depararmos com eles citando a ciência de um modo confuso e pretensioso como se a evolução de Darwin fosse realmente a ciência em si que antecede até mesmo esses eventos.

Usam a palavra ciência como que unindo ciência ao evolucionismo sem nenhuma distinção entre ambos. Em outras ocasiões querem desqualificar a TDI como não sendo ciência, mas um movimento tendencioso ao criacionismo por indicar que algum ser criou realmente tudo quanto existe com base na complexidade que existe em tudo quanto existe na criação.

Mas isso é matéria para estudos e discussões futuras. Neste artigo, vamos analisar a verdade sobre o que realmente é a ciência e como defini-la corretamente em sua essência pura e descomprometida.

Ciência e Religião
Infelizmente o ateísmo tentando se apossar da ciência legítima causou grande conflito com a religião. Imagem: Notícias Adventistas


Definição de Ciência

O que é Ciência:

Ciência é uma palavra que deriva do termo latino "scientia" cujo significado era conhecimento ou saber. Atualmente se designa por ciência todo o conhecimento adquirido através do estudo ou da prática, baseado em princípios certos.

A ciência, em geral, comporta vários conjuntos de saberes nos quais são elaboradas as suas teorias baseadas nos seus próprios métodos científicos. A ciência está intimamente ligada com a área da tecnologia, porque os grandes avanços da ciência, hoje em dia, são alcançados através do desenvolvimento de novas tecnologias e do desenvolvimento de tecnologias já existentes.

Ciências sociais

Estudam o comportamento humano, as relações humanas e o seu desenvolvimento em sociedade. Nelas estão incluídas áreas como a Antropologia, o Direito, a História, a Psicologia, a Sociologia, a Filosofia Social, a Economia Social, a Política Social, o Direito Social. As ciências sociais estudam as normas de convivência do homem e dos modos da sua organização social. O termo "ciência sociais" também é usado para designar o grupo formado pelas ciências do direito, sociologia e ciências políticas.



Ciências contábeis

A área das ciências contábeis é a que se responsabiliza pelas contas de uma empresa, registrando e controlando as receitas, depesas e os lucros. O profissional das ciências contábeis é responsável por planear, controlar e coordenar as compras, vendas, aplicações e investimentos da empresa, sendo que assim é possível ter uma noção clara do patrimônio. Deve estar atento a situações como despesas acima da média. Dentro da empresa, tem a função de analisar acontecimentos econômicos e depois dessa análise dar informações relevantes aos líderes da empresa para que possam tomar decisões a nível da direção do negócio. Normalmente efetua o pagamento de tributos, e dentro da empresa é a sua função fazer auditorias e perícias contábeis.

Para exercer a função de contabilista, é necessário estar cadastrado no Conselho Regional de Contabilidade. Para assegurar o registro profissional, é obrigatório realizar um exame de suficiência, medida que foi implementada desde 2010.

Ciências atuariais

A ciência atuarial moderna surgiu no princípio do século XIX na Inglaterra e se responsabilizava pelas áreas de pensão e aposentadoria, tendo como propósito o estudo da mortalidade da população.

A ciência atuarial utiliza noções da matemática estatística e financeira para analisar riscos e expectativas, na maior parte das vezes no âmbito da administração de seguros e fundos de pensão. Os indivíduos formados em Ciências Atuariais devem saber lidar com problemas securitários, de previdência social e privada, atuando no cálculo de prêmios de seguros, pecúlios, planos de aposentadorias e pensões. A área de avaliação de riscos é também muito importante nas ciências atuariais.

Ilustração sobre a suposta evolução humana
Embora improvável, a ciência ateísta ainda tenta comprovar sua teoria da evolução. Imagem: BBC


Ciência Hoje

O Ciência Hoje é um site com resumo de artigos com conteúdos aplicados ao ensino de ciências. Além disso, o Instituto Ciência Hoje é uma organização social de interesse público sem fins lucrativos, vinculada à SBPC, responsável pela publicação de revistas que abordam temas relacionados com o universo da Ciência.

Ciências exatas

Produzem conhecimento baseado em expressões quantitativas, testando as suas hipóteses de forma rigorosa com base em experimentos ou cálculos. Ciências exatas são aquelas que só admitem princípios, consequências e fatos rigorosamente demonstráveis. São exemplos de ciências exatas a Matemática, a Física, a Astronomia, a Engenharia, a Química e até mesmo certos ramos da Biologia ou da Economia.

Ciências Naturais

Ciências naturais são ciências que descrevem, ordenam e comparam os fenômenos naturais, isto é, os objetos da Natureza e os processos que nela têm lugar, e determinam as relações existentes entre eles, formulando leis e regras. Pode distinguir-se entre ciências exatas (como a física e química) e ciências predominantemente descritivas (biologia, incluindo a microbiologia e a paleontologia, geografia, geologia, cristalografia, etc). O campo de atividade das ciências naturais é constituído principalmente pela investigação sem uma aplicação concreta. Fazem parte das ciências naturais a Biologia, a Geologia ou a Medicina.  Fonte: significado.com


Evolução e Ciência

A evolução por usar de algumas áreas da ciência para analisar e estudar supostas provas cientificas a partir dos métodos científicos; se denomina como ciência; mas nunca foi comprovada realmente como sendo matéria absoluta de estudos comprovados pela própria ciência.

Sendo assim a evolução não é um ramo científico, mas faz uso de alguns dos ramos científicos para tentar se alicerçar e se estabelecer como algo concreto e comprovado pela ciência de certo modo; principalmente pela paleontologia, biologia e outras.

Design Inteligente e Ciência

A Teoria do Design Inteligente por sua vez também usa de métodos científicos para buscar respostas para tudo quanto foi criado. Mas a diferença é que os cientistas dessa categoria de pesquisas, admitem que todos os resultados de suas pesquisas indicam nada mais, nada menos que tudo quanto existe realmente foi criado por uma inteligência maior e por esse motivo os evolucionistas taxam-na como pseudo-ciência e pretensiosa  a pregar o criacionismo religioso. Mas ciência e religião se contradizem? Argumentam um contra o outro?

Quer saber ainda mais sobre a ciência, suas falhas, seu relacionamento com a religião e outras informações? Recomendo a leitura completa na Wikipedia no link abaixo:
E como de costume deixo um texto bíblico das Sagradas Escrituras sobre este assunto:

"Timóteo, guarde o que lhe foi confiado. Evite as conversas inúteis e profanas e as idéias contraditórias do que é falsamente chamado conhecimento; professando-o, alguns desviaram-se da fé. A graça seja com vocês." 1 Timóteo 6:20-21