Como me tornei um cristão - Parte 3

Todos possuem uma história para contar e eu também tenho a minha do porque de ser um cristão hoje. Me dispus a relatar como foi a minha conversão para fins de conhecimento de quem se interesse e para que os incrédulos saibam que minha conversão não foi mera decisão e nem movimentação humana, mas sobrenatural.

Se você ainda não leu os artigos anteriores a este, recomendo que leia acessando nos links abaixo:
Claro que para os que não querem realmente acreditar em nada, sempre será mentira e eles sempre correrão atrás de sinais para acreditarem no sobrenatural. Mas só posso dizer que minha moral e verdade, jamais poderá ser enegrecida pela opinião de outrem.

Eu e meu teclado
Deus me tornou um tecladista autodidata para tocar para glória em honra dele. Imagem: Arquivo Pessoal


Minha Conversão

Eu estava "bem" do ponto de vista mundano: Possuía fama nas pistas de dança, tinha popularidade na escola com meus desenhos e canções, estava pegando garotas e fazendo lista e dominava razoavelmente bem na capoeira.

Mas no fundo, no fundo, sempre surgiam realidades que contrastavam meu mundinho de ilusões e me deixavam triste e desanimado com tudo que parecia bom. Minha mãe ainda era uma alcoólatra que só me fazia passar vexame; eu nunca conseguia encontrar uma companheira para ter um relacionamento sério e sempre quando me afastava dos meus amigos e das diversões passageiras, me sentia só e uma angústia muito grande no meu coração; mas não sabia o que era, só procurava me distrair para não sentir aquilo.

Houve então um tempo em que o sujeito que queria me pegar me chamou para conversar e fingiu estar tudo resolvido e que não tinha nada contra mim. Mas eu continuava andando com a faca e sempre de olho nele e sua turma. Nesse tempo comecei a ter experiências sobrenaturais diferentes em minha vida.

Começando por sonhos que tive, todos relacionados aos relatos bíblicos sobre o arrebatamento da igreja e o fim do mundo, onde as coisas não ficavam nada boa e eu ficava muito apavorado nas cenas e na terceira noite do terceiro seguido, eu buscava uma igreja para ir querendo a salvação da minha alma.



Fiquei muito perturbado com estes sonhos e nessa época um amigo também teve algum sonho desse tipo e fiquei muito pensativo sobre aquelas três noites seguidas de sonhos sem nem mesmo estar pensando nisso durante algum desses dias.

"Pois a verdade é que Deus fala, ora de um modo, ora de outro, mesmo que o homem não o perceba. Em sonho ou em visão durante a noite, quando o sono profundo cai sobre os homens e eles dormem em suas camas, ele pode falar aos ouvidos deles e aterrorizá-los com advertências para prevenir o homem das suas más ações e livrá-lo do orgulho, para preservar da cova a sua alma, e a sua vida da espada." Jó 33:14-18 (NVI)

Meados desses dias eu também me encontrava em casa desenhando e pintando histórias em quadrinhos como sempre fazia nas horas vagas e enquanto fazia isso eu chupava balas que continham mensagens bíblicas nelas.

Uma delas que abri dizia: "Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes." 1 Coríntios 15:33. Então, rapidamente eu mastiguei aquela bala (como tinha costume), e então ao abrir outra, encontrei o mesmo versículo bíblico.

Meio que por brincadeira eu lancei um desafio ali mesmo que se Deus realmente quisesse que eu ia para a igreja, eu encontraria a mesma mensagem na próxima bala e iria para uma igreja. Então estando com a segunda bala ainda na boca, abri a outra e saiu a mesma mensagem! Fiquei pasmo e ao mesmo tempo surpreso e temeroso...

Naquele momento uma voz dentro de mim me cobrou minhas palavras e eu sentia como se Deus estivesse me observando naquele momento. Fiquei triste comigo mesmo porque sabia que não tinha coragem e nem queria deixar minhas diversões e prazeres.

Mas numa cartada final, fui na casa de meu irmão que estava fora dos caminhos do Senhor e sem que eu dissesse nada sobre isso, começou a dizer que ia voltar para a igreja, pois o mundo não tinha nada de bom para oferecer. Mais que depressa me ofereci para ir com ele e ele não acreditou.

Deus parecia me dar forças e larguei do cigarro com muita briga; joguei meus brincos fora; eliminei as pornografias que tinha guardado escondido no meu quarto, cortei meus cabelos longos e mudei meu modo de se vestir. Combinamos de ir no sábado para a igreja e no decorrer da semana algumas coisas bem estranhas aconteceram.

Várias garotas me elogiavam em meu novo visual e a pior delas foi uma garota que queria me encontrar e me conhecer justamente na balada de sábado a noite. Na noite que combinei de ir na igreja com meu irmão! Eu fiquei meio desequilibrado com isso...

Meu irmão então me levou umas fitas cassetes de músicas cristãs e pregação e enquanto eu ouvia deitado em minha cama, meu coração parecia pegar fogo e batia forte no peito e cheguei a chorar ouvindo aquelas fitas. Eu nunca havia sentido essas sensações e me perguntava o que seria aquilo e porque sentia.

Chegado o sábado, quase não fui no compromisso, pensando nas minhas diversões rotineiras, mas Deus usou meu irmão mais uma vez e me reanimei a ir. Fomos em um bom número de pessoas e na igreja sentia as mesmas coisas que senti ouvindo a fita.

No momento da pregação, o pregador parecia conhecer a minha vida, mas nunca o vi antes na minha estrada e nem mesmo morávamos no mesmo bairro. A minha vida interior oculta dos meus melhores amigos, Deus colocava para fora na boca daquele pregador e quando menos pensei, eu estava chorando muito porque realmente era tudo que acontecia dentro de mim e no apelo, eu fui lá na frente chorando aceitar a Cristo.

Eu no meu Home Office
Deus me abençoou de um modo que hoje tenho minha empresa de arte em minha cidade que cresce dia a dia. Imagem: Arquivo Pessoal


Depois da oração eu literalmente senti uma forte sensação de leveza na minha vida e uma paz muito grande no meu interior. Era diferente, algo novo, gostoso e forte; nunca havia sentido aquilo antes! Depois do culto fiquei por horas conversando com um amigo que comigo tinha ido na igreja.

Aquela sensação, parecia como água que jorrava de dentro de mim sem parar. Fomos embora, mas eu não queria ir porque achava que depois que dormisse e acordasse seria como o efeito da bebida que passaria no outro dia, voltando a tristeza que sentia.

Minha Nova Vida

No outro dia de domingo, eu acordei cheio de vida, disposição e tudo parecia mais vívido e mesmo o sol parecia brilhar mais para mim de uma foram que nunca tinha parado para reparar! Eu era uma negação para trabalhar, mas naquele tempo dei um trampo legal em casa e minha vida passou a ser bem mais aproveitada, pois eu tinha disposição para viver.

A alegria da salvação em Cristo Jesus habitava em meu coração; porque Deus havia perdoado os meus pecados e me dado uma nova vida cheia de experiências e surpresas pela frente. Essa mesma alegria ainda sobrevive aqui em meu coração e ao escrever estas linhas meu coração se emocionou e por essa e muitas outras outas experiências que ainda sou um seguidor do Cristo vivo e luto por essa verdade sempre!

"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." 2 Coríntios 5:17 (ARCF)

Comentários