Jacó foi enterrado em Macpela ou em Siquém?

No blog A Profetisa, Andreia havia colocado em dúvida o relato sobre onde Jacó teria sido enterrado, mostrando duas passagens que supostamente parecem se contradizer e deixar dúvidas quanto a  veracidade da Bíblia em seus registros. Mas outros ateus também vivem procurando contradições nas Escrituras que nunca existiram.

Já adianto mais uma vez que esses pormenores, ainda que fossem detectados como falha real nos registros das Escrituras, jamais seriam motivos para desvio de fé e credibilidade na Palavra de Deus. Mas vamos mais uma vez mostrar a verdade sobre o erro e examinar essa questão de perto.

Para quem ainda não conhece o blog da suposta profetisa, infelizmente não poderá conhecer mais porque a mesma excluiu seu conteúdo ateísta. Providência divina? Será que Jesus salvou ela? Não sabemos, mas ainda assim, essas "contradições" permeiam a cabeça de muitas pessoas e vou responder.

Gruta dos patriarcas
A Bíblia deixa dúvidas quanto ao local onde foi sepultado Jacó? Imagem: Cafetorah


Macpela ou Siquém?

Afinal de contas, onde foi enterrado Jacó? No campo de Macpela, ou em Siquém? Veja as duas passagens que parecem se contradizer:

1. Jacó foi enterrado em Macpela. Gn 50:13
2. Jacó foi enterrado em Siquém. At 7:15-16

Encontrei uma explicação bem plausível de Norman Geisler sobre as supostas referências que parecem entrar em contradição e quero expô-las aqui para você absorver.

Resposta por Norman Geisler

1. Jacó morreu no Egito e foi enterrado em Macpela (Gn 50:1-14) conforme o seu desejo em Gn 49:29-33.
2. José foi embalsamado e colocado num sarcófago no Egito (Gn 50:26) sob a promessa de seus irmãos que quando partissem levassem seu corpo junto (Gn 50:25).

Vamos adiante:

O verbo metetithesan (μετετεθησαν - “foram levados”) é muito significativo, pois indica que os corpos embalsamados das pessoas envolvidas haviam sido primeiramente enterrados no Egito por algum tempo. Somente mais tarde, depois da conquista de Canaã por volta de 1400 a.C. é que foram levados para sua sepultura permanente em Siquém.

Portanto, metetihesan deve ser entendido como referência aos restos mortais dos doze filhos, e não de Jacó, pois em Gn 50:13 lemos claramente que o corpo de Jacó, que jamais foi enterrado no Egito, foi transportado imediatamente após a sua morte para Canaã e enterrado na sepultura de Sara e de Abraão, em Hebrom.



Sem dúvida, Estevão, que se utiliza muito da narrativa do Gênesis em seu discurso de At. 7, sabia muito bem disso. Ele não afirmou, conforme a BDC supõe, que Jacó fora transferido do Egito para um local na Palestina onde foi enterrado. Metetihesan é uma forma do plural e, portanto, requer um antecedente também no plural, ou seja, se refere aos doze filhos de Jacó.

Não há dúvida de que o corpo de José foi enterrado primeiramente no Egito em um sarcófago (Gn 50:5), e de lá, ele e seus doze irmãos, foram transferidos para Siquém, como informa corretamente Estevão.

Em Josué 24:32, lemos: “Os ossos de José, que os israelitas haviam trazido do Egito, foram enterrados em Siquém, no quinhão de terra que Jacó havia comprado dos filhos de Hamor, pai de Siquém, por cem peças de prata. Aquele terreno tornou-se herança dos descendentes de José”.

Concluindo: Jacó foi enterrado em Macpela, no túmulo de Abraão e José e possivelmente seus irmãos foram enterrados em Siquém, na terra que seu pai Jacó havia comprado.

Fonte: "A Inerrância da Bíblia" organizado por Norman Geisler, ed.Vida


Resposta por Guilherme Born

Quando Estevão disse "foram levados" se referia aos filhos de Jacó, mais precisamente na parte "os nossos antepassados" (NVI)

"Então Jacó desceu ao Egito, onde faleceram ele e os nossos antepassados. Seus corpos foram levados de volta a Siquém e colocados no túmulo que Abraão havia comprado ali dos filhos de Hamor, por certa quantia." At. 7:15 - 16

A colocação do nome de Jacó no texto, da parte de Estevão, acaba dando esta pequena confusão, mas os outros textos nos confirmam que ele se refere aos filhos de Jacó, e não a Jacó.

Mas será que realmente Estevão, que utilizava a Septuaginta (LXX) sabia que Jacó foi enterrado em Macpela?


Vamos ver o texto da Septuaginta, traduzido de forma interlinear:

 καὶ ἀνέλαβον αὐτὸν οἱ υἱοὶ αὐτοῦ εἰς γῆν Χανααν καὶ ἔθαψαν αὐτὸν εἰς τὸ σπήλαιον τὸ διπλοῦν, ὃ ἐκτήσατο Αβρααμ τὸ σπήλαιον ἐν κτήσει μνημείου παρὰ Εφρων τοῦ Χετταίου κατέναντι Μαμβρη.

Traduzindo: καὶ ἀνέλαβον [e foi levado] αὐτὸν οἱ υἱοὶ αὐτοῦ εἰς γῆν Χανααν [por seus filhos à terra de Canaã] καὶ ἔθαψαν αὐτὸν εἰς τὸ σπήλαιον τὸ διπλοῦν [e o enterraram em uma caverna (cova) dupla (grande!?)], ὃ ἐκτήσατο Αβρααμ [Comprado por Abraão] τὸ σπήλαιον ἐν κτήσει μνημείου παρὰ Εφρων τοῦ Χετταίου κατέναντι Μαμβρη. [por herança de sepultura de Efrom, o heteu, em frente de Manre.] Gn 50:13

Vemos que, na Septuaginta, não aparece o nome do local onde foi enterrado Jacó. Como Estevão utilizava esta em seu discurso, ele pode ter dito que Jacó foi enterrado em Siquém justamente porque o texto não dizia que ele havia sido enterrado em Macpela. O texto não possui a palavra Μαχπελαχ (Macpela).

Ou seja, temos duas hipóteses. Ou Estevão apenas se referia aos filhos quando utilizou o verbo μετετεθησαν, ou dizer que, devido o que vemos na LXX, não consta que Jacó foi enterrado em Macpela. (Veja abaixo uma imagem em 3D do possível local onde os patriarcas estão enterrados)


Essa informação é encontrada apenas no texto massorético. Ou seja, Estevão não poderia dizer uma coisa que não estava escrita, ou que ele não havia lido. Portanto, para ele, Jacó havia sido enterrado junto dos filhos, em Siquém.

Como o texto Massorético é bem mais antigo que a Septuaginta, é obvio que devemos seguir a informação que nele consta. Também não sabemos qual o motivo para que os 70 tradutores da Septuaginta, no 3º século a.C., não tenham colocado a palavra Μαχπελαχ (Macpela) no texto, mas apenas traduzindo como uma "caverna grande ou dupla".

Possivelmente, no 3º século, a palavra המכפלה (Macpela) significasse caverna grande ou dupla. Ou seja, campo da caverna dupla. Por isso os tradutores podem ter traduzido desta forma. A tradução literal do hebraico para o inglês é "Fold", ou seja, dobra, dobrado, duplo.

Existe um lugar na palestina chamado de Macpela. Possivelmente este local, nas cópias seguintes ao texto original (escrito por Moisés), tenha sido confundido com a palavra המכפלה (caverna dupla), e consequentemente, traduzido com nome de Macpela, porém o real significado é uma caverna grande ou dupla. O nome real do local onde encontrava-se esta caverna é Mamre.

Sendo assim, não é correto alegar contradição, pois temos 4 hipóteses para tal discrepância:

1 - Estevão se referia apenas aos filhos;
2 - A LXX não costa a palavra Macpela. Devido a isso, Estevão disse que Jacó foi enterrado em Siquém.
3 - A palavra em hebraico para Macpela pode significar caverna dupla, e não um lugar em específico.
4 - Uma possível confusão gerada nas cópias do texto original, confundindo a "caverna dupla" com o lugar, ao sul de Israel, chamado Macpela.

Abraão, Sara e Jacó foram enterrados em Hebrom, ao sul de Judá, no campo de Macpela, em Mamre. Já José e seus irmãos foram enterrados em Siquém, ao sul de Manassés. Este terreno foi herdado pelos descendentes de José. Curiosamente, ficava na província de Manassés, primogênito de José.

Conclusão

Não há contradição, mas sim insuficiência de dados para confirmação. Sendo assim, não se pode alegar que isso seja uma contradição que prejudique a autenticidade bíblica. Simples analises superficiais não resistem a uma acurada análise bíblica nas línguas originais e em demais textos bíblicos.

Fontes:
Google Maps - Macpela