Boris Pahor: Se Deus vê o futuro e aceita o mal ele não é bom?

Boris Pahor
Um ateu lançou um assunto bem interessante e conflitante para mentes fechadas e sem o conhecimento necessário para uma compreensão básica da vontade, soberania e propósitos de Deus para os seres humanos.

Lendo esse artigo, achei que realmente seria uma questão profundamente difícil de compreender e complexa de se responder; mas foi só mais uma precipitação e confusão psicológica gerada na cabeça do ser humano; no caso o confuso sobre a pessoa de Deus agora é Boris Pahor, um grande escritor alemão segundo os homens.

Ele conta como chegou a se tornar um ateu passando meros 2 anos aprendendo do catolicismo e depois confuso com certas questões acabou tirando conclusões próprias de homens naturais e deixou de acreditar na existência de Deus e desprezar a religião.

No seu caso, o que confundiu sua mente foi a sua conclusão com base na seguinte conclusão:
"Se partirmos do pressuposto de que Deus, como ser divino, vê o futuro e aceita o mal que os seres humanos fazem, eu excluo que ele seja sumamente bom. Não pode ser bom um Deus que não renuncia criar um mundo assim. E se não pode renunciar a isso ele não é a suma autoridade, não é Deus."
Resumindo: Ele pela sua própria razão e falta de pesquisa nas Escrituras que são o livro de Deus; concluiu que se Deus conhece o futuro e permite todo mal que acontece na terra, ele não pode ser bom; ou não tem poder para impedir que isso aconteça. Mas será que é mesmo assim?

A onisciência de Deus

Deus como a própria Bíblia revela é tanto conhecedor de todas as coisas como pode se tornar limitado nesse mesmo conhecimento e da mesma forma é um Deus que tem todo poder como também não pode ser.  Foi bem confuso essa definição não é mesmo? Mas quem disse que Deus é totalmente compreensível a nossa mente limitada? Mas isso não é um grande mistério porque a Bíblia nos deixou esclarecimentos sobre o assunto.

Eu sou um ser humano com capacidade de aprender tudo quanto quiser e puder se minhas faculdades para isso me permitirem; mas da mesma forma posso me limitar no conhecimento e aprender somente o que eu bem quiser se possível for. Deus imensamente longe dessa comparação é conhecedor e sabedor de todas as coisas sendo ele a fonte de tudo; mas pode se limitar a ver o que bem entender tanto com relação aos seres humanos em suas práticas, quanto às consequências de suas atitudes.

Deus e seu poder

O mesmo não pode ser dito de seu poder; pois em comparação alguma temos poder para se comparar a Deus, senão força humana e fraca ainda. Mas Deus tem sim todo poder e é a fonte de todo poder existente.
Eis que Deus é excelso em seu poder; quem ensina como ele? Jó 36:22
O fato dele não usar esse poder para impedir certas coisas é falta de compreensão humana e não fraqueza de Deus. Deus tem todo poder, mas o usa como bem entende e nunca vai prestar explicações para meros humanos, obras de suas mãos. A própria história deixa claro a partir das Escrituras que ele interveio por diversas vezes em situações e mudou o rumo da história; como também houve momentos em que se manteve em silêncio por 400 anos e deixou seu povo como cegos caminhar no erro.

Isso se chama soberania e não fraqueza. Eu posso muito bem citar aqui o quanto a Lua é castigada por meteoros e outros planetas inabitados e a Terra estando situada no mesmo universo sofre poucos impactos com meteoros e ainda os que caem nunca causaram estrago como a bomba explodida em Hiroshima Nagazaki.

Deus e as catástrofes e maldade humana

E falando sobre isso... A maioria das catástrofes e cagadas são sempre ocasionadas por seres humanos. Por sua ganância por poder, domínio e riquezas; ou estou errado? Alguns desastres naturais são consequências do que o homem provocou no meio ambiente onde vive que Deus criou perfeito.

Existem outras ainda que nem Deus e nem o homem tem culpa, são coisas ocasionas involuntariamente como o mover de placas tectônicas, meteoros e outros elementos naturais. Mas ainda existem pessoas ateus e cristãos que insistem em culpar Deus ou o diabo.
Assim como tu não sabes qual o caminho do vento, nem como se formam os ossos no ventre da mulher grávida, assim também não sabes as obras de Deus, que faz todas as coisas. Eclesiastes 11:5
Então, nem tudo é culpa, permissão ou omissão da parte de Deus. Ele simplesmente age primeiramente conforme seus ideais soberanos e as atitudes dos próprios homens.

Essas atitudes podem parecer mostrar que Deus é fraco e não tem poder para impedir que impeça tanta maldade na terra; mas muitos ignoram que como foi no dilúvio assim será futuramente. Um juízo pesado esta programada para cair sobre a geração que estará sobre a terra naquele tempo e os mortos de todas as gerações serão julgados segundo as suas obras pela justa lei de Deus.
E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. Apocalipse 20:13
Deus e sua bondade

A bondade de Deus age em muitos âmbitos de nossas vidas: saúde, bens e salvação. E geralmente de acordo também com nossas ações; mas nem sempre pode ser assim.

Quem conhece bem a história de Jó sabe do que estou falando. Ele simplesmente era muito fiel a Deus e lhe sobrevieram muitas adversidades e percas sem precedentes de modo que ele só ficou com lepras pelo corpo e assentado em cinza sendo incriminado pelos seus "amigos".

Ilustração de Jó em seu sofrimento

Vamos dizer que Deus foi injusto ou maldoso com Jó? Não! Ele permitiu que o diabo fizesse isso para mostrar para ele que Jó realmente amava a Deus e não o servia apenas por suas riquezas e bens.

Note que foi o diabo quem causou as calamidades e não propriamente Deus. Mas vemos sua soberania e propósito quando o diabo lhe pede permissão para fazer estas coisas e no final de tudo Jó confirma aquilo que Deus esperava, sua fidelidade acima de tudo.
E o Senhor virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o Senhor acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía. Jó 42:10
Resumindo e esclarecendo melhor: Deus tem sim todo poder e usa como bem entender; mas pode limitar o mesmo conforme sua soberana vontade. Ele conhece tudo e não se limita ao tempo; mas pode limitar seu conhecimento como bem entender e o fato das maldades dos homens não são culpa sua pois cada ser humano que mata, rouba, destrói ou comete qualquer atrocidade o faz por não obedecer a vontade de Deus e no final usa seu próprio direto de escolha. Nisso não podemos culpar Deus.
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16
Muitos estão focados em culpar, criticar e invalidar Deus se esquecendo que eles mesmos são miseráveis pecadores, carentes de Deus e de perdão e ignoram que suas vidas caminham passo a passo para a ruína certa e um juízo vindouro que sem arrependimento e mudança de atitude não se pode escapar.

Isso não é ameaça é consequência... Seu futuro quem faz é você, mas pode mudá-lo mesmo se não encontrar forças, pois Deus ainda ouve a oração dos contritos e dos que pedem socorro. Quanto ao Boris, é mais um ateu formado de uma confusão causada por falta de conhecimento e meras conclusões racionais humanas.

Ele simplesmente se esqueceu, ou nem aprendeu que Deus criou um mundo perfeito com seres humanos perfeitos e na sua loucura ignora que eles caíram e desde então sua natureza passou a ser má e inclinada a caminhar contra sua vontade como aconteceu com Lúcifer.
Pela altivez do seu rosto o ímpio não busca a Deus; todas as suas cogitações são que não há Deus. Salmos 10:4


Sobre o Autor:
Ricardo F.S é administrador da empresa Ricardo Arts em Valparaíso e dos blogs Blog Ricardo Arts,Dinheiro sem Limite e Processo Blogs na internet. Possui curso completo de informática e internet e possui anos de conhecimento com blogs. Atualmente trabalha como letrista, desenhista e pintor; prestando serviços também na web com design. Para saber mais clique aqui.

Comentários