Resposta sobre relato da traição de Judas [Paulo Lopes]

Mais um artigo do site Paulo Lopes que encontramos compartilhado na rede social do Google+ e vamos analisar o mesmo aqui no Verdade Urgente. Não existem duas verdades e sim a verdade e o erro; portanto, ou as Escrituras estão corretas em suas narrativas ou seus acusadores estão com a verdade em suas declarações. Dessa vez nosso amigo +Paulo Lopes se baseando-se no artigo do About.com lançou em descrédito a traição de Judas e outras cenas relacionadas a ele, expondo num artigo que os textos sobre este personagem estariam em conflito e por isso gerando mais contradições dentro das Escrituras. Será mesmo?

Para quem quiser ler o artigo publicado pelo meu amigo Paulo Lopes, basta acessar:


O próprio Paulo Lopes usando a Bíblia Online compôs seu artigo usando os textos e avaliando conforme seu "gabarito teológico". Se alguém quiser ler o artigo original, deixo o link aqui: Traição de Judas é mais uma história contraditória da Bíblia

Bíblia

Dentre as afirmações que ele fez, estão as seguintes questões:
  1. Motivo da traição de Judas: Cobiça, influência de satanás ou propensão ao roubo?
  2. 1 Coríntios 15.5: Jesus depois da ressurreição apareceu a Judas Iscariotes também? 
  3. Mateus 19.28: Jesus garantiu que os 12 (incluindo Judas) sentariam com ele em tronos?
  4. O preço da traição: Não se usava mais as moedas de prata a dois séculos?
  5. Campo do Oleiro: Judas virou "fazendeiro" depois do relato de sua morte?
  6. Marcos, Lucas e João: Não fazem menção das 30 moedas e nem do suicido de Judas, porque?
  7. Morte de Judas: Do que morreu? Se matou ou doença?
  8. Destino de Judas: Deus deveria castigá-lo por ter ajudado na morte de Cristo?
Aparentemente para quem tem pouco conhecimento bíblico e lê estas indagações preconceituosamente ou corriqueiramente; com certeza passa como erros de verdade e incongruências; mas para os peritos, leitores e apreciadores da Bíblia que sempre a leem de forma devida e com reverência; não tem nenhuma contradição na história de Judas e mostraremos mais uma vez. Vamos nessa?

A história de Judas na traição de Jesus

Peço paciência pois resumirei com o máximo de clareza e objetividade possível; mas ainda assim ficará bem extenso o artigo. Vamos fazer o melhor possível para desmontar mais essa construção frágil e chegar ao conhecimento da verdade.

1. Motivo da traição de Judas - Vamos organizar os elementos obtidos? Judas era um homem comum com problemas comuns e era tesoureiro e cuidava das ofertas; e um de seus problemas era ser ladrão e cobiçar dinheiro. Como estava com Jesus e não mudou de atitude, satanás tomou ocasião pelo seu vício e o lançou nessa jornada. Não há contradição nisso, apenas incompreensão de alguns... 
"Então, um dos seus discípulos, Judas Iscariotes, filho de Simão, o que havia de traí-lo, disse: Por que não se vendeu este unguento por trezentos dinheiros e não se deu aos pobres? 
Ora, ele disse isto, não pelo cuidado que tivesse dos pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e tirava o que ali se lançava." João 12:4-6
Judas Iscariotes

 2.  1 Coríntios 15.5 "E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze." - Qualquer estudante da Bíblia com poucos estudos sabe que Judas não estava entre esses apóstolos citados por Paulo, mas sim Matias que o havia substituído depois. Não era Judas! Era o Matias!
"E, orando, disseram: Tu, Senhor, conhecedor dos corações de todos, mostra qual destes dois tens escolhido, para que tome parte neste ministério e apostolado, de que Judas se desviou, para ir para o seu próprio lugar. 
E, lançando-lhes sortes, caiu a sorte sobre Matias. E por voto comum foi contado com os onze apóstolos." Atos 1:24-26
Para saber mais sobre quem eram os 12 discípulos corretamente nos tempos bíblicos; leia o seguinte artigo: Quem foram os 12 apóstolos de Jesus?

3. Mateus 19.28 "vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel." -  Mais uma mancada de arrancar texto do contexto e polemizar o que foi escrito. Jesus estava entre os discípulos, seguidores e opressores e disse isso certamente a todos os seus seguidores e não somente aos discípulos. E em nenhum momento ele citou "vós apóstolos" na conversa. Essa promessa abrange todos os seguidores fiéis de Cristo e não foi nenhum legado exclusivo para os apóstolos incluindo Judas.
"Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos." Apocalipse 20:6
 4. O preço da traição - Alegar que não existiam moedas de prata no tempo em que ocorreu a traição de Jesus é falta de conhecimento arqueológico ou má intenção de encobrir a verdade a todo custo. Segundo historiadores e a própria arqueologia existiram apenas dois tipos de moedas de prata cunhadas nesse tempo da vida de Jesus e as duas são:

O primeiro denário, cunhado no ano 14 d.C. em Lião, apresenta no anverso o busto do imperador Tibério com a legenda “TI CAESAR DIVI AVG F AVGVSTVS”. No reverso apresenta Lívia, (sua mãe) ou a Pax, sentada, com um ramo de oliveira na mão esquerda, e um bastão na mão direita, com a legenda “PONTIF MAXIM”. ( Há divergências acerca da  figura do reverso).

   O segundo, terá sido cunhado no ano 16 d.C., e igualmente em Lião. Também este apresenta no anverso, o busto de Tibério, com a mesma legenda do primeiro. No reverso, apresenta o imperador conduzindo uma quadriga, com a legenda “TR POT XVII IMP VII”. O seu peso era variável, e valeria o equivalente a dez “asses”.

Fonte: Numstória

Jesus traído

5. Campo do Oleiro - Alguns ateus fazem confusão entendendo que Judas comprou um campo e teria se tornado fazendeiro, mesmo depois de ser constado como já estando morto e isso não procede! Recomendo uma leitura completa nos seguintes artigos já publicados aqui no Verdade Urgente:

Acho que nossos amigos não leram corretamente o versículo que diz claramente que o campo foi adquirido antes de sua morte! 
"Ora, este adquiriu um campo com o galardão da iniquidade; e, precipitando-se, rebentou pelo meio, e todas as suas entranhas se derramaram." Atos 1:18

6. Marcos, Lucas e João - A ausência do relato da morte de Judas nesses evangelhos podem fazer do relato existente uma mentira? Para qualquer estudante comum da Bíblia na igreja, sabe que existe um método comparativo entre todos os evangelhos que mostram a história com seus fatos totais e se complementando sem erros ou mentiras. Os mesmos podem não ter narrado sua morte, mas narraram sobre o personagem de Judas entre eles e Mateus complementa contando sua morte; nada de mentira nisso.
"E, estando ele ainda a falar, eis que chegou Judas, um dos doze, e com ele grande multidão com espadas e varapaus, enviada pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos do povo." Mateus 26:47
"E Judas Iscariotes, um dos doze, foi ter com os principais dos sacerdotes para lho entregar." Marcos 14:10
"Entrou, porém, Satanás em Judas, que tinha por sobrenome Iscariotes, o qual era do número dos doze." Lucas 22:3 
"E, acabada a ceia, tendo já o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse," João 13:2 
"Ora, este adquiriu um campo com o galardão da iniquidade; e, precipitando-se, rebentou pelo meio, e todas as suas entranhas se derramaram." Atos 1:18 
Tanto os evangelhos contam detalhes sobre Judas, quanto o livro de Atos confirma sua existência e morte entre os apóstolos.

7. Morte de Judas - Desculpe, mas essa foi cômica demais... A questão foi tão tola que ele editou o artigo posteriormente! Perguntar se Judas se matou enforcado ou teve alguma doença que causou o derramamento de suas entranhas é mesmo estranho... Vamos analisar o texto?

"Ora, este adquiriu um campo com o galardão da iniquidade; e, precipitando-se, rebentou pelo meio, e todas as suas entranhas se derramaram." Atos 1:18

A maioria dos teólogos concordam que entre as narrativas de Mateus e Lucas em Atos, houve informações complementares e não contraditórias. Judas certamente consumou o ato de enforcamento; mas a beira de um precipício onde a árvore não suportou seu peso e o mesmo caindo se arrebentou nas pedras lá embaixo.  O próprio campo chamado Aceldama (Campo de Sangue) ficava localizado a beira de penhascos, confirmando assim os fatos sobre sua morte.






8. Destino de Judas - Na verdade, Judas (como já explicado) com seus vícios e pecados deu lugar ao diabo e terminou por trair o Mestre e se não fosse ele, seria sim outro; mas teria que acontecer. Questionar isso é típico dos que não temem a Deus ou não entendem que seus desígnios e planos tem que se cumprir. Querer entender todos os movimentos, lógica e pensamentos de Deus é loucura; ninguém jamais poderá, nem por todas as ciências dos homens!
"As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei." Deuteronômio 29:29
"Porque diz a Escritura a Faraó: Para isto mesmo te levantei; para em ti mostrar o meu poder, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra." Romanos 9:17
 Faraó segundo os propósitos de Deus, existiu para que o nome do Senhor fosse glorificado sobre a terra e seu poder conhecido. Quem pode questionar isso? E sobre Judas ser aplaudido por cumprir seu papel no plano divino não o exime de seu comportamento pessoal e decisivo em se entregar ao mal. Mas não era a vontade de Deus?
"Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?" Isaías 43:13
"Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas." Isaías 45:7 
Ele pode... Ele faz... Por acaso Jesus em algum momento disse pra Judas se arrepender? Notem esse pequeno detalhe... Naquele momento da história; ele era o mais propício a se encaixar na traição contra o Mestre, porque seu próprio coração era candidato! E por isso mesmo se foi para seu lugar... E ainda que ele fosse uma benção e não traísse o Mestre; alguém nessas condições o trairia; porque fora profetizado assim nas Escrituras.

Ufa! Terminado e mais um artigo desmembrado! Tem alguma objeção sobre as respostas ou complementação? Comente, critique, compartilhe e não perca os próximos artigos analíticos sobre o site do meu amigo ateu Paulo Lopes! Deus abençoe a todos!


Sobre o Autor:
Ricardo F.S é administrador da empresa Ricardo Arts em Valparaíso e dos blogs Blog Ricardo Arts,Dinheiro sem Limite e Processo Blogs na internet. Possui curso completo de informática e internet e possui anos de conhecimento com blogs. Atualmente trabalha como letrista, desenhista e pintor; prestando serviços também na web com design. Para saber mais clique aqui.

Comentários

  1. Meu mano, parabéns pelo artigo além de elucidativo foi bem elaborado, contudo, desejando apenas contribuir com seu raciocínio, me pareceu contraditória a afirmação do item 8: "...e se não fosse ele, seria sim outro;"( compatível com uma visão de liberdade e responsabilidade pessoal de todo individual diante de Deus, e nesse caso, Judas se candidatou por preencher os quesitos [mais arminiana]. Porém, adiante você diz: "Tinha que ser ele por determinação divina, porque seu próprio coração era candidato!" Ficou ignorada a liberdade humana e, por consequência sua responsabilidade (ele foi determinado, e pouco importa se seu coração preenchia ou não esses quesitos, se era candidato !?. Nesse sentido você foi bem calvinista... Particularmente não leio/interpreto a bíblia a partir de Calvino e nem Armínio, mas procuro fazê-lo a partir de Cristo, apesar disso aja limitações...Mas fiquei curioso sobre sua visão nesse ponto... Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor meu irmão José Estácio! Não sou Calvinista não, kkkkk Realmente soou estranho o que escrevi, mas vou tentar esclarecer aqui e melhorar o texto pra melhor compreensão; pra que outras pessoas não entendam que sou calvinista. Nas verdade o que eu quis dizer é que Deus estava tanto a par de tudo; quanto tinha seus planos de redenção para humanidade onde alguém teria que trair o Senhor Jesus; mas não obrigatoriamente Judas; que por sua vez, preencheu os requisitos por ser um cristão carnal e dar lugar ao diabo. Só por isso ele serviu para esse fim; mas poderia ser outro, pois de qualquer forma, Jesus teria que ser traído. Entendeu?

      Espero ter ficado claro que Deus governa a historia da humanidade; move situações segundo seu querer e não força ninguém a nada; mas os homens mesmo; segundo seus corações se deixam levar pelo mal ou pelo bem. Lembremos de Pedro que negou o Senhor, mas se arrependeu e seguiu em frente. Mas muito obrigado por ler e comentar meu irmão! Vou melhorar a expressão no artigo! Deus abençoe!

      Excluir
  2. É isso mesmo; na verdade o conteúdo de seu artigo já revelava o viés de sua cosmovisão,esse foi o porquê do questionamento. Agradeço a cordialidade da resposta e a disposição em compreender. Abraços Naquele que nos sustenta e guarda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém eu querido irmão! Por isso mesmo sempre deixo um espaço aberto a todos quantos queiram complementar, contradizer ou elogiar. Obrigado mesmo pelo apoio e fica com Deus o nosso Senhor! Abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Sinta-se a vontade em comentar complementando o artigo; deixando suas perguntas ou mesmo apresentando seu ponto de vista para possíveis discussões amigáveis de ideias sem ofensas, fanatismos ou estupidez.

Os comentários serão avaliados e sendo aprovados; publicados imediatamente.