Terra Plana - Andrea Barnes - Desparecida na Antártida

Como já disse em outros artigos por aqui, a Terra Plana não é nenhuma maluquice que chegou para causar certo barulho e depois desaparecer; na verdade ela é a realidade que chegou para tomar seu posto entre nós e desde os primórdios da humanidade os homens já tinham essa noção de que a Terra era plana e estacionária. E ao longo de milênios essa era a crença comum na mente da humanidade. Mesmo depois da moda da bola ainda haviam defensores dessa verdade como os pais da Igreja e mesmo depois nos tempos mais modernos ainda existiam pessoas que questionavam o modelo imposto na sacanagem e no autoritarismo. Mas sempre houveram os odiados questionadores e contraditórios ao longo da história. Embora vistos como perturbadores da ordem e do "conhecimento científico"; na verdade nem todos os que relutaram ao longo da história era apenas rebeldes mas pessoas curiosas demais para simplesmente aceitar o que lhes impusessem.

Foto de Andrea Barnes
Andrea Barnes foi uma terraplanista convicta e convencida que desapareceu explorando a Antártida. Imagem: YouTube


Uma dessas pessoas era Andrea Barnes; outra personagem que o sistema midiático global tenta acobertar e sua façanha inusitada que a fez perder a vida; mas ela com uma sede inesgotável e muitas perguntas sem respostas satisfatórias decidiu por si mesma ir em busca da verdade e neste artigo eu trago esta intrigante história que muitos até tentaram taxar como fictícia e mentirosa como se os terraplanistas inventassem para corroborar o tema. Mas ela foi uma personagem real e que realmente fez o que fez e mesmo que a mídia globalista não cobriu o caso e nem cobriria; alguém soube da história e a cobriu nos trazendo estas informações valiosas a respeito dessa terraplanista.

A Coragem e Feito de Andrea Barnes

Antártida: Frio, desolada, aparentemente infinita. Em 3 de Dezembro de 1961, uma mulher de 63 anos chamada Andrea Barnes foi sozinha para esta barreira de gelo. Em 18 de Dezembro, o clima virou em seu desfavor. Na semana seguinte, no Natal, o contato por rádio foi perdido. Ninguém viu a senhorita Barnes novamente. Esta foi a última etapa de uma jornada que começou para ela, quase séculos antes. Uma viagem que mostra um aparente fracasso. Ela não tinha conseguido provar ao mundo que é Terra é plana! O debate (sobre a forma da Terra) terminou quando a igreja Anglicana foi estabelecida por lei, durante o século 16.

Rejeitou muitas leis estabelecidas pela antiga igreja Católica. E para aparecer progressiva, ela adotou conceitos científicos radicais prevalentes na época, incluindo a teoria da Terra esférica de Copérnico. Por esta aprovação, esta teoria foi introduzida nas escolas, que, em seguida, foram em grande parte controladas pela igreja. É ainda ensinada nos dias de hoje e os alunos aceitam sem questionar a veracidade.  Andrea Barnes não foi um desses estudantes! Nascida em uma família de fazendeiros de Ontário em 1898; Andrea era uma criança brilhante que passou boa parte de seu tempo aprendendo sobre o mundo ao seu redor.

Ela estava curiosa e precoce, e, para desgosto de seus professores, ela acreditava firmemente que o conceito globular da Terra não fazia sentido e era facilmente refutado. Muitos cientistas concordaram com ela e reuniram provas para continuar seu trabalho. Na adolescência, seu irmão Andy já havia decidido dirigir sua carreira no transporte, e muitas de suas amigas haviam se tornado enfermeiras. Mas Andrea dedicou seu tempo para explorar o mundo ao seu redor e fazer perguntas. Ela se opôs veementemente ao uso de globos em escolas, e formou um grupo para protestar e descreveu o globo como "um monte de porcarias do momento".

Eles estavam demonstrando que pensavam de maneira simbólica, mas Andrea rapidamente percebeu que a única maneira de fazer as pessoas ouvirem, era viajar para a borda (do mundo) e trazer de volta as provas. Consequentemente, no dia de seu aniversário de 16 anos, ela embarcou rumo a Antártida. Com um pouco mais de um par de esquis emprestado. No entanto, como Marcella, 300 anos antes (em 1585), que não estava preparada para enfrentar as condições difíceis e logo foi forçada a voltar atrás. Ela tentou levantar fundos para uma grande expedição mas seu caso passou para segundo plano por causa do início da 1ª Guerra Mundial.

E era mais importante se manter viva do que debater sua forma. Em Outubro de 1929, Andrea tentou novamente atrair a atenção do mundo sobre a controvérsia, provando que o conceito de rotação da Terra era absolutamente sem sentido. O argumento era que, se uma aeronave decolou na Inglaterra  e ficasse absolutamente estática, considerando que, segundo a teoria, a Terra deveria girar e Nova York aparecer no horizonte por volta de 4 ou 5 horas mais tarde. Na verdade, a Inglaterra permaneceu visível o tempo todo. A aeronave ficou sem combustível e foi forçada a pousar. Andrea insistiu e conseguiu uma prova!

Mas Nova York não estava prestando atenção naquele dia. A quebra da bolsa havia monopolizado manchetes no momento e nos próximos meses. Andrea havia novamente roubado a cena! Em Novembro de 1938, Andrea estava preparando sua segunda tentativa de alcançar a borda. Um consórcio financeiro colocou à sua disposição uma aeronave e uma tripulação para fazer uma tentativa digna. Um consórcio financeiro colocou à sua disposição uma aeronave e uma tripulação para fazer uma tentativa digna. Assim, mais uma vez, a otimista Andrea se encontrava na Antártida. E mais uma vez o destino estava contra ela.

Colagens da exploração de Byrd na Antártida
O Almirante Richard E. Byrd também esteve na Antártida e não contou tudo que sabia. Imagem: Getty Images


 Uma nevasca inesperada de primavera pegou-a de surpresa. Eles foram incapazes de deixar o acampamento base e muito menos ir para a borda (do mundo).  Toda tripulação estava perto de ser exterminada. Esta foi a última tentativa de Andrea, até que, 23 anos depois, quando foi sozinha, em um trenó, 1961. Até recentemente era o fim da história. No início de 1990, um pesquisador com base na Antártida para estudar o clima, encontrou um trenó sob um monte de neve. Ele estava com pouco combustível e não havia vestígios de Andrea em nenhum lugar. Mas ele achou uma câmera e uma mensagem. A mensagem dizia apenas: "Eu fui lá, o debate está finalmente terminado. Assinado: Andrea B."  O bilhete sobreviveu ao gelo por quase 30 anos.

 Infelizmente, o pesquisador abriu indevidamente a câmera e expôs o filme de dentro. As imagens foram perdidas e a viagem da senhorita Barnes permanece envolta em mistério. Não houve descrição do que tinha visto ou quão longe ela foi. Mas se quisermos acreditar na mensagem, Andrea Barnes foi, provavelmente, a primeira pessoa na história a visitar a borda da Terra!

Conclusão

Não é novidade encontrar globalistas duvidando da história de Andrea Barnes; mas isso é normal e por isso mesmo deixei a disposição de todos os links do documentário sobre ela resumido e legendado em português e outro completo em inglês; bastando ativar as legendas automáticas em inglês no YouTube. Mas isso só causa espanto e admiração em quem ainda desconhece sobre a Terra Plana; pois houveram muitos defensores desta verdade e publicarei todos aqui na medida do possível com o máximo de detalhes. Quanto a descoberta de Andrea Barnes? Impossível de se dizer especificamente o que ela encontrou; mas enquanto escrevia me lembrei da exploração feita pelo almirante Byrd e os mistérios que ele encontrou por lá e saiu as pressas sem revelar especificamente muitos detalhes, senão que viu aviões se desintegrando numa espécie de barreira invisível. Já escrevi sobre isso e recomendo a leitura.

Infelizmente não saberemos nem o que Byrd realmente viu na Antártida e nem o que Andrea Barnes viu; mas pelo bilhete ela parece ter comprovado que a Terra era realmente plana e envolta em um domo conforme as Escrituras. Mas continuemos pesquisando e mais e mais provas aparecerão com certeza. Como sempre ressalto para os globalistas de plantão; atualmente temos dezenas de motivos que nos impediriam de chegar lá e mergulhar nesse mistério. Mesmo as próprias adversidades naturais e cruéis da Antártida. Comente, compartilhe e assine nossas atualizações.

Fontes:
Terra Plana - Andrea Barnes - A Primeira Mulher Terra planista
Flat Earth - In search of the edge (1990 Documentary)