Terra Plana - Circum-navegação na Terra Plana

A circum-navegação é possível numa Terra Plana? Todas as voltas dadas no mundo foram feitas em um globo ou num plano? A circum-navegação refuta a Terra Plana? Outro tema bastante jogado nas conversas e embates pelos globalistas é a circum-navegação; onde eles tomam as navegações feitas neste sentido e alegam que foram feitas em um globo e numa Terra Plana seria impossível. Como assim não é possível fazer essa rota numa Terra Plana? Quem pensa isso só pode não conhecer o que é uma circum-navegação! Escrevi este artigo principalmente para esclarecer aos curiosos recém chegados sobre como funciona essa rota numa Terra Plana e também que outros amigos e irmãos terraplanistas possam possam responder mais rapidamente aos que chegarem com essas dúvidas ou mesmo por teimosia e isso enche as paciências de qualquer um que não suporta mais ouvir e responder a mesma pergunta. Mas antes; vejamos o que circum-navegação.

Circum-navegação
É incrível como os globalistas alegam que as rotas de circum-navegação foram feita em um globo sem provas! Imagem: Charp e Map Shop


Significado de Circum-navegação


Circum-navegação é uma viagem marítima em torno de um lugar, que pode ser uma ilha, um continente ou toda a Terra. Fernão de Magalhães fez a primeira circum-navegação da história, completada pelo comandante Juan Sebastián Elcano, visto que Magalhães morreu no transcurso da viagem. Mais recentemente, o termo também se usa para cobrir voos aéreos à volta do mundo. A primeira circum-navegação da Terra foi feita no século XVI, mas as grandes viagens marítimas de exploração e circum-navegação produziram-se do século XVII ao século XVIII. Uma definição básica de uma circum-navegação do mundo seria uma rota que cobre pelo menos um grande círculo, ou, mais detalhada, uma rota que passe por pelo menos um par de pontos antipodais um do outro. Na prática, diversas definições de circum-navegação do mundo se usam, para se conseguirem prêmios dependendo do método de circum-navegação.

Deu para entender que circum-navegar é navegar em torno de qualquer localidade ou o que quer que seja que possa de certa forma ser rodeado ou contornado por meio de um barco? Sendo assim; isso não se limita a um passeio só numa esfera; mas também pode ser aplicado a um plano ou porque não dizer numa linguagem mais clara sobre a Terra Plana; a "grande bacia circular" de águas da Terra Plana? Não interprete isso como sendo a Terra uma bacia ou um prato cheio de água por favor. Agora vamos entender algo mais vendo a etimologia da palavra? 

1. Ação ou efeito de circum-navegar.
2. Ato de viajar por meios aéreos ou marítimos a volta da Terra.
3. Trajeto encíclico em torno de uma ilha, de uma região, de um país, de um continente etc.
     (Encíclico = O que é circular)





Circum-navegação na Terra Plana

Para mim, só de ter uma íntima ligação com uma forma circular já aponta diretamente para o ato de circular por ar ou mar a grande circunferência circular da Terra. Mas como o pessoal sempre tenta enfiar o globo nas explicações próprias para a Terra Plana. Complementarei o artigo com fatos e alguns detalhes desconsiderados pelos mais fieis a essa doutrina (por agora) dominadora. Já parou para pensar na questão básica sobre o grande volume de águas que impossivelmente permanece grudado numa bola girando a incríveis 1675 km/h sem ser dispersa pelo espaço? E que água segundo suas próprias leis e propriedades estabelecidas por Deus não faz curva ou segue uma bola que seja? Sendo assim, cai por terra por argumentos simples e lógicos que nem sequer existe um esquema para circum-navegar a Terra e sim a grande circunferência da Terra Plana via mar ou ar! E isso é muito simples! Agora sim, tome uma bacia de água e imagine porções de Terra e ilhas em alguns pontos da superfície. 

Tracejar uma rota CIRCULAR em torno dos continentes seria a coisa mais simples que existe de entender! Quanto ao fato de identificar isso na prática em mar é mais difícil pelo nosso tamanhão sobre o grande plano da Terra; mas por ar, complica ainda mais para o pessoal do globo; pois se torna ainda mais evidente que o horizonte permanece sempre plano e jamais encontraríamos uma curvatura e tenho artigos publicados aqui para quem quiser conferir sobre a curvatura inexistente: 




Eu já publiquei alguns artigos aqui contendo bastante dados técnicos e fatos de embarcações que se perderam e até naufragaram seguindo o esquema de coordenadas baseados em um mapa global e quando não saíam várias milhas marítimas de suas rotas; eles realmente afundavam ou foram parar até mesmo de frente com os paredões de gelo da Antártida! Vamos a algumas observações bem importantes e bem vindas neste artigo? Em 1773, o Capitão Cook tornou-se o primeiro explorador moderno conhecido por ter violado o Círculo Antártico e alcançado a barreira do gelo. Durante três viagens, durando três anos e oito dias, o capitão Cook e a tripulação viajaram um total de 60 mil milhas ao longo da costa da Antártida, nunca encontrando uma entrada ou caminho através ou além da enorme parede de gelo, o capitão Cook escreveu: "O gelo estendeu o leste e o oeste muito além do alcance de nossa visão, enquanto a metade sul do horizonte era iluminada por raios de luz que se refletiam do gelo até um alto considerável. Na verdade, foi minha opinião que este gelo se estende bastante ao poste, ou talvez se junte a uma terra para a qual foi consertada desde a criação ".

"Sim, mas podemos circum-navegar o Sul com bastante facilidade", muitas vezes é dito por aqueles que não sabem, The British Ship Challenger completou recentemente o circuito da região do Sul - indiretamente, com certeza - mas ela tinha três anos e percorreu quase 69 mil milhas - um trecho o bastante longo para tê-la rodeado seis vezes na hipótese globalista." - William Carpenter, "100 provas que a Terra não é um globo". 

"Durante as viagens do capitão James Clark Ross ao redor da circunferência antártica, ele escreveu frequentemente em seu periódico perplexo em como eles rotineiramente encontraram-se de acordo com seus gráficos, afirmando que eles se encontraram uma média de 12 a 16 milhas fora do seu cálculo todos os dias, mais tarde, no sul, até 29 milhas. O capitão Ross também escreveu sobre a parede de gelo da Antártida como", estendendo-se a partir do seu ponto extremo oriental, tanto quanto o olho poderia discernir para o leste. Apresentou uma aparência extraordinária, aumentando gradualmente de altura, à medida que nos aproximamos, e provando ser um penhasco perpendicular de gelo, entre cento e cinquenta pés e duzentos pés sobre o nível do mar, perfeitamente plano e nivelado no topo, e sem fissuras ou promontórios na sua face até ao mar.

Sir James Clark Ross (1930)
Ao longo de suas viagens  James Clark Ross saiu várias vezes da rota seguindo o conceito do globo. Imagem: Paafeltet


Considerações e Conclusão

Esta claro que as informações e mesmo coordenadas de navegação ou circum-navegação em um globo são contraditórias e até perigosas? Não somente estes relatos como outros ao longo da história no deixam bem claro que os mares, as navegações e até a Antártida não é bem o que nos enfiaram na cabeça. Realmente vivemos em um mundo plano e cheio de águas niveladas onde vivemos e muito mais nos abismos oceano abaixo e quando alguém afirma ter circum-navegado um globo; está "redondamente" enganado! Na verdade esses relatos do Capitão Cook; James Clark Ross e William Carpenter revelam que de fato a Terra é plana! E todas as vezes que alguém afirmar que circum-navegou a Terra; ele fez circularmente no plano terrestre. E quem afirmar que circulou a Antártida como sendo um continente; encontrará discrepância com a realidade pelas milhas percorridas. Porque na verdade ele estará circulando a grande borda da Terra internamente. Quanto a provas das muralhas de gelo já publiquei sobre também. 
Sem mais; o que achou destas informações? Acha mesmo que existem provas irrefutáveis de que circum-navegamos uma esfera e não um grande plano? Deixe seu comentário; compartilhe com curiosos; aprendizes e globalistas arrogantes. Assine as atualizações para não ficar de fora de novos artigos e obrigado! 

Fontes: