Terra Plana - Peça de Foguete Confundindo "Especialistas" da Bahia

Não foi um meteoro que caiu em Camaçari na Bahia? Parece que não... Aqui estou para falar do tal fenômeno que ocorreu na Bahia mais uma vez. Eu leio essas informações e sinto pena; acho engraçado; dá medo e indignação, tudo de uma vez. Eu já publiquei outro artigo inicial sobre o assunto onde as pessoas mais "inteligentes" alegavam que era realmente um meteoro; quando um cidadão comum encontrava a peça de foguete e se isso não acontecesse? Seria mais um fenomenal meteoro na mente das pessoas sem provas? Se essa peça tivesse caído no mar; seria mais um episódio empolgante de outro meteoro que marcou presença e se queimou na atmosfera? Mas não foi bem assim não é mesmo? Após o sensacionalismo da mídia em cima do "objeto misterioso"; aqui vai mais novidades sobre o caso; segundo uma ótica mais ampliada de terraplanistas. Quer ler mais sobre supostos meteoros?

Peça de foguete encontrada por morador
O que eles ainda querem avaliar para saber se é realmente uma peça de foguete? Não existem meteoritos! Imagem: G1 Notícias



Análise aponta que objeto achado após clarão na BA é composto por ferro, manganês e silício; meteorito é descartado

O objeto que foi achado no distrito de Monte Gordo, na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador, após um clarão no céu da Bahia, passou por uma análise preliminar nesta quinta-feira (22/02/2018), na capital baiana. O estudo revelou que a estrutura é composta por ferro, manganês e silício. A informação foi divulgada por pesquisadores do Museu Geológico da Bahia, onde a peça está sendo avaliada. De acordo com os especialistas, a suspeita inicial de que o objeto fosse um meteorito foi descartada após a análise. "Além da forma do material - característica de algo da indústria -, nós temos aí sua composição química onde não tem o níquel - o elemento característico de rochas meteoríticas", contou a pesquisadora Débora Rios.

O objeto foi encontrado em um buraco, em uma área de vegetação que fica no entorno de uma loja de materiais de construção, na noite da terça-feira (20/02/2018), logo após uma explosão. Um morador da região, que estava em um terreno vizinho, viu a situação e filmou o momento em que teria ocorrido a colisão da estrutura com o chão. A peça tem cerca de 2,9 kg e 15 cm de comprimento. Nesta quinta-feira, o objeto foi colocado em uma máquina especial que avaliou a formação dele. "Essa análise é feita com um equipamento de fluorescência de raio X. Uma análise simples. Um equipamento portátil. Uma análise preliminar. Aí nós incidimos os raios X sobre a amostra, e obtemos a composição química semi-quantitativa", explicou a pesquisadora. O especialista investigam agora se a peça é lixo espacial, e também se pode pertencer à estrutura de um foguete russo, como havia sido informado pela Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon). A Rússia mandou o foguete para uma estação espacial, e durante o deslocamento, alguma parte pode ter se soltado. Um mapa publicado no dia 16 de fevereiro pela Bramon, mostra os pontos onde o foguete russo poderia cair e entre esses pontos está a Bahia.



"Essa peça tem todas as características de algo que passou pela atmosfera, que recebeu quantidade de calor. E também estava previsto, lixo espacial está caindo todos os dias. Embora, haja um enigma. Que é aquele que previa, como de fato aconteceu, a queda de um foguete russo, no dia 16 de fevereiro. E, de fato, aconteceu. E não há nada de previsão para o dia 20, 21 de fevereiro, como pode ter acontecido. Vamos fazer as análises mais detalhadas e, daí, tentar identificar esse material. Saber se ele é usado na industria aeroespacial", disse o geólogo Wilton Carvalho. O estudo será realizado nos próximos dias, mas não há previsão de quando será finalizado. "Nós precisaremos de mais alguns dias de análises mais precisas - algumas um pouco destrutivas. Vamos ter que cortar uma pequena parte da peça, para poder fazer essas análises", contou a pesquisadora Débora Rios.

Considerações e Conclusões

Eu fico tão abobalhado olhando como o povo foi enganado e doutrinado a ponto de ter que pegar o pedaço de foguete e examinar em um equipamento para ver de fato se é meteoro ou não... Eu não acredito nisso... E eles ainda estão avaliando? Acredite ou não; estão sim... O caso da suposta queda do satélite russo ter sindo anunciada antes e não bater com a queda daquela peça deixou eles confusos; mas para mim; tem mais mistérios ocultos do que possam imaginar e é sabido de alguns como algumas empresas como a SpaceX soltam foguetes na calada sem que ninguém saiba. Logicamente que esta claro que independente de ser ou não o foguete russo de que se tinha conhecimento; não era meteoro e muito menos peça de nave alienígena como ainda creem gente mais simples ainda. Sobre os russos enviando foguetes para a estação espacial e alguma peça ter se soltado; eu nem vou comentar que é uma tremenda duma enganação sem comprovação! Terraplanista tem inteligência natural mesmo; sabe das coisas...

O mais engraçado é que agora eles acham que pode ser sim partes do foguete russo que poderia sim ter caído na Bahia! Uau como vocês são peritos no assunto hein? Estou impressionado! Vão enganar outros seus mentirosos! Vocês não querem é perder vossos postos de "honra" diante dos leigos! Aliás; em terra de asnos, cavalo é majestade! Inventei agora... "Essa peça tem todas as características de algo que passou pela atmosfera, que recebeu quantidade de calor." E é assim mesmo que temos todos os meteoros cruzando os céus não é mesmo? Peças de foguetes queimando na atmosfera em alta velocidade numa altura limitada pela pressão atmosférica! Mas para eles tem sempre que dar uma mentida e ficar rebolando em cima da peça para poder criar status e aquele ar científico sobre o assunto. Vocês são patéticos! Sabem que não é meteoro! Deviam enxergar a verdade sobre os perigos que nos cercam com essas palhaçadas desse pessoal e entrarem com alguma ação cabível seus alienados! O que você acha desse povo ainda analisando esse pedaço de foguete? Comente; compartilhe com outras pessoas e assine as atualizações!

Fontes: 
G1 Notícias - Análise aponta que objeto achado após clarão na BA é composto por ferro, manganês e silício; meteorito é descartado