Terra Plana - Stephen Hawking - Carreira Científica - Parte 2

Será que Stephen Hawking realmente foi um "gênio moderno" da ciência que revolucionou o conhecimento científico como muitos apregoam? Quais foram suas conquistas para a ciência e o conhecimento da humanidade? O que ele deixou de legado após sua morte? Já publiquei artigos sobre Stephen Hawking, sua vida pessoal e algumas de suas declarações como ateu sobre os cristãos; mas neste artigo quero compartilhar sua carreira como cientista pelo ângulo de visão genuíno da verdadeira ciência que preza sempre por contribuições científicas reais que beneficiam a humanidade como alguns cientistas que já publiquei aqui no Verdade Urgente. Sempre lembrando que Stephen Hawking, intencionalmente ou feito marionete também apregoou o sistema heliocêntrico com veemência passando dos extremos da fantasia e dos achismos, escondendo a realidade de nosso mundo plano criado por Deus. Recomendo que leia alguns artigos sobre ele antes de continuar.

Stephen Hawking nos Simpsons
As mídias ajudaram a criar a fama de Stephen Hawking como cientista promovendo sua imagem. Imagem: Klotza



Os legados do gênio Stephen Hawking, na ciência e na vida

Os anos 1970 marcaram o auge da produção científica de Stephen. Ao fim da década, ele assumiria a cátedra lucasiana na Universidade de Cambridge – a mesma que havia sido ocupada por Isaac Newton séculos antes –, onde permaneceria por mais de três décadas, até se aposentar. E foi nessa mesma época que ele de fato encantou o mundo com sua pesquisa. O maior feito científico do físico inglês foi demonstrar que os buracos negros não são completamente negros, e sim emitem uma pequena quantidade de radiação. Até então, pensava-se que esses objetos – normalmente fruto da implosão de uma estrela de alta massa que esgotou seu combustível – fossem literalmente imortais. Como nada consegue escapar de seu campo gravitacional, inclusive a luz, o futuro do cosmos tenderia a ter somente buracos negros gigantes, que permaneceriam para todo o sempre.

Contudo, ao combinar efeitos da mecânica quântica à relatividade geral, Hawking descobriu que a energia do buraco negro poderia “vazar” lentamente na forma de radiação. Com isso, ao longo de zilhões de anos, até mesmo esses aparentemente indestrutíveis objetos tendem a deixar de existir.  Se Hawking cativou os físicos com essa previsão surpreendente – que só não lhe valeu um Prêmio Nobel pela dificuldade extrema de detectar a sutil radiação emanada de um buraco negro –, ele conseguiu capturar com igual habilidade a imaginação do público, com vários livros de divulgação científica, a começar pelo bestseller "Uma breve história do tempo", de 1988. A imagem do “gênio preso a uma cadeira de rodas que se comunica por um sintetizador de voz” era irresistível demais para a mídia, e Hawking soube usar sua fama em favor de causas importantes, como a defesa dos direitos dos deficientes físicos ou a advocacia da exploração espacial. De forma igualmente surpreendente, tornou-se um ícone da cultura pop.

Em 1992, Hawking participou, como ele mesmo, de um episódio da série de TV Jornada nas estrelas: A nova geração. Numa cena muito interessante, ele aparece jogando pôquer com Isaac Newton, Albert Einstein e o androide Data, um dos personagens principais do programa. Dois anos depois, o grupo Pink Floyd inclui trechos de falas do sintetizador de Hawking na música “Keep talking”. Em 2007, em comemoração aos seus 65 anos, o físico faz um voo parabólico em avião para experimentar a mesma ausência de peso que se sente no espaço. E em 2012 ele fez uma ponta num episódio da série de comédia americana The Big Bang Theory. Essa cortina de fama, contudo, não conseguia esconder as dificuldades de Hawking na vida pessoal.




Considerações e Conclusões

Mais um "cientista" que a mídia propagou suas "descobertas" e enfiou suas "genialidades" na cabeça dos mais leigos e apreciadores de mentiras. Eles sempre usam o mesmo esquema e com Stephen Hawking não foi diferente. Um histórico científico vazio e sem fatos ou verdades tangíveis e muita mídia e purpurina imerecida sobre ele. Alguém conheceu o testemunho de Nikola Tesla com respeito a Albert Einstein? Que sua teoria era como um mendigo vestido de purpura... Em que se difere Stephen Hawking dos seus antecessores? São da mesma linhagem teórica e descabida! Lendo toda sua biografia como cientista não vejo nada de real e importante para a história da humanidade! Endeusaram mais um sonhador enquanto gênios à semelhança de Tesla e outros nem são mencionados na história! Pessoas que realmente descobriram a natureza e desnudaram as forças misteriosas que nos cercam. Eventos detectáveis e reproduzíveis como o electromagnetismo por Tesla. É sério? Em pleno século 21 as pessoas babando em torno de teorias fúteis sem comprovação?

O legado de Stephen Hawking foi uma tragédia; moralmente e cientificamente falando! Não sou eu julgando erroneamente nada! São fatos comprovados pela sua própria vida e história! Ele não foi um cientista tão brilhante assim como essa mídia porca mostra e faz tanto barulho! Será que ninguém percebe isso? Não está claro que ele nem um Prêmio Nobel recebeu por não comprovar suas teorias? Hawking se debruçou sobre as mentiras que outros deixaram como legado e as tornou ainda mais inúteis e fúteis em toda sua complexidade! Nada de novo ou útil para nós seres humanos... Apenas conversa, delírio, achismo, ilustrações e recursos midiáticos e como seu amigo Neil deGrase Tyson, se promoveu e promoveu suas loucuras na mídia porca que o promoveu em filmes, seriados e etc. É triste ver como a humanidade esta caminhando para o abismo a nível do que é verdadeiro e do que é falso... Querem relativizar tudo e dar honra a quem nem honra merece! Vou repetir, acho nobre sua força de viver e ter vivido o quanto viveu mesmo em suas condições tão complexas; mas nesse tocante foi um fiasco de cientista. Deixe seu comentário sincero; se inscreva para atualizações e compartilhe com quem precisa saber que cientista ele foi.

"Mas Deus escolheu o que para o mundo é loucura para envergonhar os sábios e escolheu o que para o mundo é fraqueza para envergonhar o que é forte." 1 Coríntios 1:27

Fontes: 
Super Interessante - Os legados do gênio Stephen Hawking, na ciência e na vida


Comentários