Ideologia de Gênero - Trump Contra a Agenda Global

O homossexualismo é uma prática normal? É preconceito falar contra ela? Deus é conivente com a causa LGBT? Estamos em 2018 e as coisas não mudaram tanto desde o Gênesis quando os homens começaram a buscar manias e pecados dos mais estranhos e contrários a Deus e sua vontade.Muitos milênios se passaram e ainda tem gente de uma forma moderna tentando não só defender suas causas pecaminosas egoístas mas ainda aplicar um golpe em todos e burlando leis querem passar por cima de todos que são maioria conservadora e pelos leigos tentam conquistar multidões para arvorar sua bandeira. Eles querem acuar as pessoas que são contra essas práticas usando de todos os métodos, partindo da argumentação para a violência até mesmo. Eles crescem e se incham quando possuem alguém grande no poder para lutar por suas causas; mas ultimamente as coisas não andam bem para esse pessoal... Trump sofreu muita resistência por parte desse pessoal e agora que venceu e é presidente dos EUA e já começaram os ataques e estratégias descaradas para tornar o erro em coisa correta. Mas Trump esta dando trabalho para os militantes... Recomendo que leia outros artigos relacionados.
Militância LGBT nos EUA contra Trump e conservadores
O mesmo barulho e algazarra feito aqui no Brasil por militantes acontecem nos EUA. Imagem: News Week



Os principais grupos ativistas pró-aborto e pró-LGBT do mundo uniram forças para tentar impedir o governo Trump de apresentar uma agenda internacional pró-vida na conferência da ONU realizada em Nova York esta semana (27/03/2018). A embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, acostumada com a forte pressão por sua defesa contínua de Israel, já disse que não irá ceder à intimidação. Tanto o OutRight International quanto o Global Justice Center, os dois principais lobistas da agenda liberal, estão tentando desestabilizar Bethany Kozma, nomeada por Trump para compor a “Agência para o Desenvolvimento Internacional”. No passado, Kozma expressou sua oposição ao que considera abusos dos movimentos transgêneros. Para a OutRight, o governo dos EUA não pode dizer que é “uma nação pró-vida”. Eles se queixam, por exemplo, dos cortes de verbas para as clínicas da Planned Parenthood e da decisão dos EUA em evitar trans nas forças armadas.

Desde que Trump ascendeu o poder, a postura americana é claramente conservadora. O temor do ativismo LGBT é que isso influencie outros países. Entre os assuntos sendo debatidos na ONU estão a necessidade de um “currículo escolar mais inclusivo”, que incluiria ensinar identidade de gênero no ensino básico. Todos os avanços da era Obama no sistema público de educação correm risco de serem anulados. A OutRight possui um histórico com táticas de intimidação. No passado, os lobistas LGBT recorreram a campanhas de difamação, incluindo a distribuição de dossiês contra os que se opõe à causa. A ideia é desacreditar os delegados mais conservadores, gerando pressão sobre o governo para substituí-los. Nas reuniões da ONU, sob o título de “saúde reprodutiva” e “educação sexual abrangente”, muitas pautas progressistas estão avançando. Sempre em nome de uma suposta luta pelos “direitos humanos”, muitas vezes ocultam que são eufemismos para “aborto” e “identidade de gênero”.



A reunião da Comissão sobre População e Desenvolvimento começa em duas semanas, e observadores acreditam que muitas das críticas que o governo Trump vem recebendo da mídia tem a ver com sua oposição à agenda globalista. O maior mantenedor dessa agenda pró-aborto e pró-LGBT e George Soros, que elegeu a América Latina como sua prioridade. Antigo aliado de Obama e Hillary Clinton, ele vê em Trump um inimigo à altura na batalha pelo controle das agendas na ONU. O Brasil é signatário de vários acordos do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), administrado pela Comissão sobre População e Desenvolvimento.

Considerações e Conclusões

Se você faz parte dessa ideologia e anda por esses caminhos; já deixo claro que não sou preconceituoso contra pessoa alguma com suas manias; mas eu fico com o que dizem as Escrituras sobre a questão e neste sentido, sou a favor de quem sabe amar essas pessoas sem amar suas práticas. Não adianta espernear e tentar montar um mundo de pessoas transgressoras contra as leis de Deus e contra o senso comum que não vai rolar! Trump e qualquer que lute em prol da verdade estará a mercê desse barulho todo; de ameaças e ataques, mas não podemos abrir mão da nossa humanidade verdadeira para entrar nesses caminhos ilícitos e condenados pelo Criador! Mais vale temer a Deus do que aos homens! Mais vale ser criticado e até morto pelos homens do que ter a ira de Deus contra nossas vidas! Não apoio extremistas que matam essas pessoas por conta do exagero contra a causa deles; mas também não apoio militantes irritantes e arrogantes que usando de pretexto uma busca por justiça para tentar tomar o poder e dominar os conservadores na marra. Sem essa! Deus é mais!

Eu vou continuar pregando que Deus criou macho e fêmea e não importa o quão bem organizada seja a agenda global de incentivo a essas e outras práticas condenadas por Deus! E aí cristão? Esta firme na Rocha que é Cristo, ou você já considera "igrejas cristãs" LGBTs como algo normal e aceito diante de Deus? Trump sabe da agenda global e tem feito o que pode para recolocar as coisas em ordem; mas eu duvido muito que esse mal no meio da humanidade seja extinto. Mas podemos libertar os que assim desejem serem livres! Deus não criou nada entre macho e fêmea e continuo a dizer que o que existir é distúrbio na natureza humana biológico ou psicológico e não porque nascem assim. Homem é homem e mulher é mulher, o resto é gambiarra! Amemos todo ser humano e preguemos a verdade segundo a vontade de Deus! Deus é amor mas extinguiu Sodoma e Gomorra, não esqueçamos disso... Deixe seu comentário sobre a tal agenda global envolvendo esse pessoal e suas mazelas e sobre Trump. Compartilhe com outras pessoas e se inscreva para receber as atualizações.

"Porém, desde o princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea." Marcos 10:6

"Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus." 1 Coríntios 6:10

Fontes:
Unfpa
Life Site - Abortion, LGBT groups join forces to quash Trump’s pro-life UN agenda



Comentários