Resposta as 8 incongruências bíblicas [Paulo Lopes]

Estamos começando mais uma série de artigos no Verdade Urgente e dessa vez; responderemos aos artigos do nosso amigo, ateu e jornalista +Paulo Lopes . Como somos amigos no Google+; sempre estou de olhos nas publicações dele e já vi muitos erros; equívocos e publicações sem nexo em seu site e só agora decidi criar esta série de artigos explicando as passagens distorcidas que publica ou republica em seu site. Espero que ele não se chateie e já deixo um abraço com carinho e amor em Cristo. Vamos nessa...

Foi publicado recentemente um artigo no site do meu amigo ateu +Paulo Lopes , falando sobre 8 incongruências; ou assuntos sem nexo na Bíblia que foram encontrados por um pastor da igreja Batista, Richard Hagenston, que renunciou seu ministério por não concordar com os ensinos que recebeu; escondendo verdades bíblicas dos fiéis. No artigo é citado esse motivo pelo qual deixou o ministério e também listadas as 8 incongruências que ele encontrou segundo sua pesquisa.

Para ler a versão do artigo no site do Paulo Lopes; basta acessar o link abaixo:



Bíblia Sagrada

A fonte original dessa matéria se encontra no site Fundação Richard Dawkins e está em inglês. O mesmo Richard Hagenston, escreveu um livro por título: Fabricação de Fé: Como o cristianismo se tornou uma religião Jesus teria rejeitado (Fabricating Faith: How Christianity Became a Religion Jesus Would Have Rejected).  Ondo tema central é justamente a afirmativa de que Jesus nunca teve intenção de salvar os gentios e levar o plano de salvação até eles. Será mesmo que ele teve seus "olhos abertos" e agora esta apregoando uma verdade oculta a séculos pelos pais da igreja e pelos líderes atuais? Ou será mais um blefe; falta de comunhão com Deus e desvio na fé?

Encontro quase que diariamente artigos atacando a Bíblia apontando supostos erros e já desmentimos muitos aqui no Verdade Urgente. Na verdade não passam de erros assim detectados por pessoas desviadas e sem comunhão com Deus; pessoas não instruídas sobre teologia e críticos da famosa seita "Ctrl+C; Ctrl+V". Topamos mais esse desafio para conferir essas 8 incongruências e como não queremos artigos extensos demais; buscaremos ser o mais claro e objetivo possível nas respostas apologéticas.

8 Incongruências de Richard Hagenston

1. Nascimento Virginal de Cristo - Segundo ele, os apóstolos nunca falaram sobre o nascimento virginal de Cristo, confirmando este fato como verídico. Apenas Mateus e Lucas; ficando assim uma dúvida no ar sobre o evento.

R: A não ser que nosso amigo Richard Hagenston, tenha bons motivos pra desconsiderar as narrativas de Mateus e Lucas; não vejo incongruência nesse evento. Afinal, todos sabiam que isso aconteceria desde o antigo testamento!

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz." Isaías 9:6

"Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel." Isaías 7:14

"Natanael respondeu, e disse-lhe: Rabi, tu és o Filho de Deus; tu és o Rei de Israel." João 1:49

Poderia publicar aqui muitos outros textos proféticos e explicá-los mostrando que Jesus haveria de nascer de uma virgem e outros onde muitos o reconheciam como Filho de Deus; antes do seu nascimento; durante seu ministério e depois de sua morte e ressurreição.

Nascimento de Cristo

2. Cristo e a Rejeição dos Gentios - Para Richard Hagenston, Jesus nunca desejou salvar os gentios e muito menos pregar para eles e o que fez para alguns deles, foi com muita humilhação. O cristianismo só se expandiu alcançando os gentios porque Paulo pregou para eles. Ele usa algumas referências já conhecidas na Bíblia.

R: A atenção primordial de Deus desde o princípio dos povos foi com seu povo de Israel com quem fez até mesmo aliança e é seu povo exclusivo entre as nações até hoje; mas com a rejeição a Cristo por parte dos judeus que o negaram e mataram; Deus levou a salvação também aos gentios. Mas sempre foi da vontade de Deus salvar a todos e não somente judeus. Jesus apenas cumpria seu ministério pregando o arrependimento primeiramente aos judeus sendo seu povo peculiar pela aliança.

"É porventura Deus somente dos judeus? E não o é também dos gentios? Também dos gentios, certamente," Romanos 3:29

"Disse mais: Pouco é que sejas o meu servo, para restaurares as tribos de Jacó, e tornares a trazer os preservados de Israel; também te dei para luz dos gentios, para seres a minha salvação até à extremidade da terra." Isaías 49:6

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." João 3:16

"Que seja ministro de Jesus Cristo para os gentios, ministrando o evangelho de Deus, para que seja agradável a oferta dos gentios, santificada pelo Espírito Santo." Romanos 15:16

Jesus ainda que fez poucos milagres entre os gentios que o procuraram; não os alcançou plenamente pessoalmente; mas Paulo foi designado por Ele mesmo para dar continuidade a essa obra de salvação. Poderia explicar cada versículo usado distorcidamente, mas acho desnecessário...

Mulher Cananéia

3. Jesus Divino ou Não? - Eu fiquei espantado com a interpretação desse suposto pastor batista e seu grau de conhecimento que pareceu bem defasado em negar a divindade de Cristo usando apenas Marcos 10.8 e negando todo o evangelho de João! Vamos ao texto para uma melhor compreensão: "E Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus." Marcos 10:18


R: Confesso ser um cansaço responder uma questão tão infantil espiritualmente falando; mas como os ateus e críticos da Bíblia unidos a seitas por aí adoram distorcer amplamente a cabeça das pessoas; é melhor prevenir. Será que nosso amigo "pastor", se esqueceu de tudo que aprendeu ou pelo menos leu nas Escrituras? Ele se esqueceu que ainda que tirássemos o evangelho de João da Bíblia; teríamos dezenas de textos provando que Jesus também era Deus? Vamos lá?

"E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram." Mateus 28:17
"E, adorando-o eles, tornaram com grande júbilo para Jerusalém." Lucas 24:52
"Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me!" Mateus 15:25

Estas são as passagens microscópicas para se citar aqui e já denotar essa suposta incongruência. Poderia mergulhar nos textos do antigo e novo testamento e encher este artigo. Mas creio ser suficiente já...

Se Jesus não fosse Deus, nem seria adorado ou reprovaria também tais gestos; pois nem os anjos devem ser adorados! Mas ainda me pergunto; temos motivos para desconsiderar o evangelho de João que foi feliz em observar Jesus Cristo pelo ângulo divino? Quem manja uma pouco de teologia, sabe que cada evangelho descreveu Jesus de uma forma singular em todo seu existir: Deus; Homem; Judeu e Servo.

4. Relatos das Aparições Contraditórios - Dessa vez ele "encontrou" contradições nos evangelhos quando se trata da narrativa sobre onde ocorreram as aparições de Cristo depois de ressuscitado. Essa já é bem velha e rebatida a muito tempo por outros teólogos e simples estudantes da Palavra de Deus. Mas vamos fazer isso mais uma vez...

R: Sobre estas aparentes contradições já discuti com muitos ateus e já respondi a essas questões aqui mesmo no blog e por isso, pouparei meus queridos leitores de ler referências bíblias e pedir que leiam os artigos já publicados.

Os discípulos narraram muitos fatos segundo suas perspectivas e pontos de observação que certamente ocasionariam aparentes contradições; porque eram seres humanos! Mas o fato é que o assunto central é a RESSURREIÇÃO de Cristo e não os lugares. Mas só mesmo uma boa leitura e analise comparativa dos evangelhos mostrarão que não a tamanha discrepância assim como o "pastor" apontou.

Aparições de Jesus

5. Jesus Contra Orações Públicas? - Aqui ele cita Mateus 6.5,6 afirmando que o próprio Jesus reprovou o fazer orações em lugares públicos e cita o desrespeito perante o estado laico. Juro que pareceu que ele era um daqueles extremistas da CCB ou do grupo dos ateus modinhas com seus protestos. Mas confira o texto usado erroneamente por ele: "E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão." Mateus 6:5

R: Esse texto muito usado por ateus também já foi destrinchado e respondida essa questão aqui no blog Verdade Urgente de deixarei o link de referência para você ler.
Até onde sei, orar não fere artigo algum da constituição ou o estado laico e não obriga ninguém a ser cristão. Aliás, só pra complementar essa resposta, vejamos onde Jesus orava?

"E aconteceu que naqueles dias subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus." Lucas 6:12
"Tiraram, pois, a pedra de onde o defunto jazia. E Jesus, levantando os olhos para cima, disse: Pai, graças te dou, por me haveres ouvido. João 11:41"
"E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes." Lucas 23:34

Jesus estava em locais públicos e cheio de gente...

Jesus orava diante das pessoas

6. Livros Falsificados - Usando as passagens de 1 Timóteo 2:11-15 e outras onde Paulo dá algumas instruções sobre as mulheres dentro das igrejas de determinada cidade; ele agora afirma com toda convicção que essas passagens não foram escritas por Paulo e que são usadas de forma errada hoje em dia para humilhar as mulheres não as confiando cargos nas igrejas. Será?

R: Até aqui nenhuma das incongruências do "pastor" me assustaram... Mesmo essa questão das mulheres já foi respondida aqui no blog e recomendo a leitura do artigo: 
Como a questão dele está mais enfatizada na falsidade destes textos; então fica complicado rebater isso; pois a centenas de anos essas epístolas foram reconhecidas mesmo pelas pais da igreja que viveram tão próximo dele e em pleno século 21 teólogos aparecem dizendo que não... Ele vai ter que ralar muito e mostrar boas fontes confiáveis para convencer todos... Será que ele consegue?


7. Discórdia Textuais - Outra nova descoberta "fenomenal" do nosso caro "pastor" são textos que ele afirma terem sido escritos propositalmente para causar discórdias e conflitos na mente dos leitores. Ele cita o Salmo 51 apontando uma "contradição" acerca dos sacrifícios e sobre o perdão dos pecados ensinado por João. Vamos avaliar essas discórdias de perto...

R: Vamos primeiramente comentar sobre a dita discórdia contida no Salmo, apresentando os versos:

"Pois não desejas sacrifícios, senão eu os daria; tu não te deleitas em holocaustos.
Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.

Faze o bem a Sião, segundo a tua boa vontade; edifica os muros de Jerusalém. 
Então te agradarás dos sacrifícios de justiça, dos holocaustos e das ofertas queimadas; então se oferecerão novilhos sobre o teu altar." Salmos 51:16-19

Nestes versos, para quem entende da linguagem bíblica; Davi possivelmente o  autor desse Salmo; estava contratando dois status diferentes na adoração com base nos métodos judaicos instituídos naqueles tempos. Primeiramente, estes sacrifícios não se limitavam apenas ao templo, mas poderiam ser feitos em outros locais, caso não houvesse templo. Confira o holocausto oferecido por Samuel em Gilgal, onde não haviam templo:

"E esperou Saul sete dias, até ao tempo que Samuel determinara; não vindo, porém, Samuel a Gilgal, o povo se dispersava dele. Então disse Saul: Trazei-me aqui um holocausto, e ofertas pacíficas. E ofereceu o holocausto." 1 Samuel 13:8-9

Quanto ao aceitar ou não sacrifícios; Davi foi claro ao ensinar que se alguém oferecer holocaustos e sacrifícios com um coração incorreto perante Deus o mesmo não os receberia; mas se os mesmos fossem oferecidos com um coração reto, puro e sincero diante de Deus; Ele receberia ambos: Sacrifício físico(holocaustos e ofertas) e sacrifício de adoração (alma e espírito). Nem preciso citar o caso de Abel e Caim (Heb. 11.4) e o povo de Israel (Is. 1. 10-15).

E sobre João falando do batismo e do sangue de Cristo; foi uma aberração dizer que isso gera algum conflito nas Escrituras ou incongruência! Como ele não especificou as passagens, ficou meio sem sentido; mas presumi que falava de dois João diferentes! Como um cara desses se diz pastor? Ele não sabe que João Batista era um e João, o apóstolo era outro? Haja paciência...

Vamos esclarecer que batismo não salva ninguém; mas é um rito cerimonial que confirma a morte para o mundo e marca uma nova faze com Cristo ressuscitado. Batismo não lava pecados e nem salva ninguém! Paulo foi claro nesse sentido:

"Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos." Colossenses 2:12

O sangue de Cristo sim expia os pecados! E desse falou tanto João, apóstolo, como todos os demais! 

"Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado." 1 João 1:7


8. Paulo e os Apóstolos - Em sua última fabulosa descoberta o "pastor" sem noção tenta montar um cenário onde crê que os apóstolos eram contra o ensino de Paulo e que mais uma vez, Paulo saiu pregando ensinamentos que não foram aprovados por Cristo e portanto as igrejas atuais podem estar baseadas em um erro. Ele usa as seguintes referências para confirmar a discórdia entre eles: Gl. 1.6-9 e 2 Co. 11.5,13.

R: Que houve certo atrito entre Paulo e Pedro isso é notório e não foi oculto nas páginas da Bíblia; mas afirmar que houve guerra ideológica ou de fé por dogmas e ensinos a longo prazo é heresia e erro gravíssimo de interpretação! Em primeiro lugar, os apóstolos colocaram em pauta o que Paulo havia aprendido do Senhor e logicamente que como homens agiram dessa forma se precavendo contra heresias e sectarismo na igreja; por isso não o receberam de cara; mas depois reconheceram seu ministério e trabalho e ajeitaram essa aparente confusão. 

"E conhecendo Tiago, Cefas [Pedro] e João, que eram considerados como as colunas, a graça que me havia sido dada, deram-nos as destras, em comunhão comigo e com Barnabé, para que nós fôssemos aos gentios, e eles à circuncisão;" Gálatas 2:9

Paulo foi designado diretamente por Cristo como o apóstolo que levaria o evangelho aos gentios; como Pedro foi um dos principais responsáveis na linha de frente para evangelizar os judeus. Confira:

"Porque convosco falo, gentios, que, enquanto for apóstolo dos gentios, exalto o meu ministério;" Romanos 11:13

Sobre 2 Co.11.5,13 Paulo não cita nomes e interpretar que ele esteja falando de Pedro e dos demais é delírio! Eles nunca pregaram contra o evangelho que Paulo pregava e mesmo depois dos eventos em que houve algumas "puxadas de orelha" de Paulo em Pedro e outros; eles continuaram fazendo a obra de Deus unidos e pregando o mesmo Cristo. Mas com ministérios diferentes.

Quando me refiro a revelação divina, por comunhão com o Altíssimo; muitos ateus inflam e querem menosprezar esse nível de conhecimento, achando que orgulhosamente podem conhecer as Escrituras sem isso e nos catalogam como arrogantes "donos da verdade absoluta"; mas infelizmente essa rasura de interpretação aponta a ignorância deles. O que me causou um certo espanto, foi que isso partiu de uma camarada que a anos vivia como pastor em uma igreja Batista. Claro caso de perda de comunhão com Deus e noção da revelação divina. 







Fico pensando na ousadia, falta de visão e distanciamento de Deus e das Escrituras desse irmão em até escrever um livro desse! Santo Deus... Sempre nos conceda ânimo, graça e força para ler, meditar, compreender e buscar a tua revelação para entendermos as verdades espirituais ocultas em ti para os corações humildes e que se achegam a ti. Perdoa os que se perderam na escuridão e se colocam sob maldição apregoando outro evangelho... 

Quer saber mais sobre certas passagens das Escrituras aparentemente conflitantes e sem nexo? Não engula qualquer coisa que lê na internet. Assine as atualizações do blog e não perca mais artigos como este! Se prepare porque estamos com o propósito de aceitar certos desafios de desconstruir artigos mentirosos espalhados pela internet pautados nas Escrituras e em argumentos lógicos errôneos. Aguardem; mas pode considerar esse, um dos primeiros artigos de uma série.

Autor: Ricardo F.S


Sobre o Autor:
Ricardo F.S é administrador da empresa Ricardo Arts em Valparaíso e dos blogs Blog Ricardo Arts,Dinheiro sem Limite e Processo Blogs na internet. Possui curso completo de informática e internet e possui anos de conhecimento com blogs. Atualmente trabalha como letrista, desenhista e pintor; prestando serviços também na web com design. Para saber mais clique aqui.

Comentários

  1. Parabéns! Uma verdadeira aula de hermenêutica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá meu querido irmão Flavio M jr! Deus abençoe por ler nosso artigo e comentar dando seu apoio muito precioso! Deus abençoe e obrigado!

      Excluir

Postar um comentário

Sinta-se a vontade em comentar complementando o artigo; deixando suas perguntas ou mesmo apresentando seu ponto de vista para possíveis discussões amigáveis de ideias sem ofensas, fanatismos ou estupidez.

Os comentários serão avaliados e sendo aprovados; publicados imediatamente.