Experiências podem comprovar vida após a morte

Luz no fim do túnel
Existe ou não vida após a morte? Por um lado temos a Bíblia Sagrada com os ensinamentos sobre a vida eterna e um futuro que vai além de nossa vida física e por outro, ateus alegando que a vida se finda aqui sem eternidade boa ou ruim. Esse assunto é bem complexo, mas faz parte de uma das perguntas mais cabulosas que existem mesmo no meio científico: "Para onde vamos?". Estava navegando na rede social Google+ quando encontrei o vídeo do doutor Dráuzio Varella falando sobre este assunto e alegando que todos os pacientes que ele lidou que beiraram a morte, nunca tiveram experiência alguma enquanto estiveram neste estado de inatividade até serem ressuscitados.

Dráuzio Varella é um ateu declarado e até onde sei, não é o maior especialista do mundo em medicina e então resolvi realizar uma pequena pesquisa sobre o assunto em um nível superior: Na medicina americana. E o que encontrei? Um artigo no site The Independent falando sobre essa matéria e mostrando resultados que impressionam de pessoas que morreram e foram novamente ressuscitadas e contaram suas experiências e nosso amiguinho Dráuzio Varella foi infeliz em concluir que não existe vida após a morte. Eu traduzi o artigo para mostrar a todos e não é o único! Certamente publicarei mais artigos dessa natureza aqui no Verdade Urgente para salientar as verdades bíblicas e calar mentiras dos que odeiam Deus e sua Palavra.

A vida após a morte? Estudo fornece evidências de que experiências 'fora do corpo' e 'quase-morte' podem ser reais.

Há evidências científicas que sugerem que a vida pode continuar após a morte, de acordo com o maior estudo médico já realizado sobre o assunto.

Uma equipe com base no Reino Unido passou os últimos quatro anos buscando pacientes com parada cardíaca para analisar as suas experiências, e descobriu que quase 40 por cento dos sobreviventes descreveram ter alguma forma de "consciência" no momento em que eles foram declarados clinicamente mortos.

Especialistas atualmente acreditam que o cérebro desliga dentro de 20 a 30 segundos antes do coração parar de bater e que não é possível estar ciente de qualquer coisa uma vez que aconteceu.

Ilustração Experiência Pós Morte

Mas cientistas do novo estudo disseram ter ouvido evidências convincentes de que os pacientes experimentaram eventos reais por até três minutos após o acontecimento, e poderiam recuperá-los com precisão, uma vez que haviam sido ressuscitados.

Dr. Sam Parnia, um professor assistente na Universidade Estadual de Nova York e ex-pesquisador da Universidade de Southampton, que liderou a pesquisa, disse previamente que os pacientes que descreveram experiências de quase-morte foram apenas relativos eventos alucinatórios.

Um homem, no entanto, fez um relato "muito credível" do que estava acontecendo, enquanto os médicos e enfermeiros tentaram trazê-lo de volta à vida, e diz que ele sentiu que estava observando sua reanimação do canto da sala.

Em declarações ao The Telegraph sobre a evidência fornecida por um senhor de 50 anos de idade; assistente social no Southampton, o Dr. Parnia disse:
"Nós sabemos que o cérebro não pode funcionar quando o coração para de bater.  
Mas, neste caso, a percepção consciente parece ter continuado por até três minutos. 
O homem descreveu tudo o que aconteceu na sala; mais importante, ele ouviu dois bips de uma máquina que faz um barulho de três em três minutos. Assim, poderíamos cronometrar quanto tempo a experiência durou. 
Ele parecia muito credível e tudo o que ele disse que lhe tinha acontecido tinha realmente acontecido."
Estudo do Dr. Parnia envolveu 2.060 pacientes de 15 hospitais no Reino Unido, Estados Unidos e Áustria, e foi publicado na revista Resuscitation.


Dos que sobreviveram, 46% experimentaram uma ampla gama de lembranças mentais, 9% tiveram experiências compatíveis com as definições tradicionais de uma experiência de quase-morte e 2% apresentaram plena consciência com lembrança explícita de "ver" e "ouvir" os eventos com experiência fora do corpo.  Dr. Parnia disse que as conclusões do estudo como um todo sugere que "a experiência recordou em torno da morte; agora merece investigação mais genuína sem preconceito".

Dr. Jerry Nolan, editor-chefe da revista, que publicou a pesquisa, disse: "Os pesquisadores estão de parabéns pela conclusão de um estudo fascinante que vai abrir a porta para mais uma extensa pesquisa sobre o que acontece quando morremos."

Reportagem adicional de PA
Fonte: The Independent
Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo, Hebreus 9:27
Com base primeiramente na Palavra Imutável de Deus e nessas experiências; muitos estão caminhando dia a dia rumo a uma condenação certa por não crerem em Deus e não se arrependerem. A Bíblia está a milênios mostrando que há vida após a morte; mas os homens precisam de evidências porque não possuem a fé; triste isso...

E as pesquisas continuarão se aprofundando mais e mais para tristeza de alguns... Inclusive Dráuzio Varella! Quer saber mais sobre fatos curiosos científicos que envolvem Deus e as Sagradas Escrituras? Então continue ligado no Verdade Urgente assinando as atualizações e aproveite para comentar, argumentar e compartilhar este artigo com outras pessoas.


Sobre o Autor:
Ricardo F.S é administrador da empresa Ricardo Arts em Valparaíso e dos blogs Blog Ricardo Arts,Dinheiro sem Limite e Processo Blogs na internet. Possui curso completo de informática e internet e possui anos de conhecimento com blogs. Atualmente trabalha como letrista, desenhista e pintor; prestando serviços também na web com design. Para saber mais clique aqui.

Comentários