Terra Plana - Asteroide Halloween em Novembro de 2018?

Asteroide de Halloween, é sério mesmo minha gente? Já escrevi consideráveis posts aqui no Verdade Urgente provando que meteoros não existem e são impossíveis de existir numa Terra Plana e que são mais uma mentira do sistema ocultista ateísta para nos ludibriar acerca de um universo imenso onde possa haver vidas por aí além das nossas e pedras voando que podem nos destruir como já destruiu a Terra a bilhões de anos imaginários atrás. Mas na verdade nunca houve e nunca haverá meteoros; meteoritos ou coisa assim e tudo que há sobre este assunto é falsificado; e nenhum cidadão comum poderá nem ver um meteoro na íntegra e nem presenciar nada do tipo; porque estamos não só protegidos pelo firmamento como não há nada lá em cima voando perdido para lá e para cá a risco de nos acertar.

Ilustração do "Asteroide Hallowween"
Uau! E não é que parece um crânio mesmo? Obviamente que é o máximo que você poderá ver nessa montagem. Imagem: Gauchazh


É mais uma forma de nos fazer viver sob um medo desnecessário; mas mesmo com o advento da Terra Plana quebrando mesmo os paradigmas da pseudo-ciência, eles insistem em noticiar falsos meteoros e alguns deles chegam a ser zombaria da cara da humanidade! Ou eles são muito atrevidos ou realmente somos idiotas o suficiente para acreditar neles. Infelizmente as duas coisas...  Mas eu trago mais uma notícia admirável e abaladora para abrir os olhos dos mais crentes nessa doutrinação ateísta sobre o heliocentrismo e meteoros. Mal começou o ano e lá vem mentiras? Te apresento o Asteroide Halloween!

Asteroide Halloween com Formato de Caveira

Depois do asteroide Oumuamua, que tem um formato parecido com um charuto e que foi descoberto por cientistas em outubro, os astrônomos terão a oportunidade de estudar mais um corpo celeste enigmático que passará perto da Terra. Um pequeno asteroide que, ao girar em torno de seu eixo, mostra semelhança impressionante com uma caveira deve passar perto do nosso planeta novamente em 2018. A última vez que o asteroide 2015 TB145 passou perto da Terra foi no fim de outubro de 2015, época em que muitos países comemoram o Dia das Bruxas. Por isso, os cientistas o apelidaram de "Asteroide do Halloween".

Na época, ele estava a uma distância de aproximadamente 486 mil km - apenas 1,3 vezes a distância da Lua à Terra. A proximidade significava que o objeto estava mais iluminado. Por isso, cientistas europeus, americanos e latino-americanos apontaram seus instrumentos para o 2015 TB145. Em algumas das imagens, o asteroide se assemelhava, em alguns ângulos, a um crânio humano por causa do seu relevo e das condições de iluminação. O pesquisador Pablo Santos-Sanz, dos Instituto de Astrofísica da Andaluzia (IAA-CSIC), também organizou campanhas de observação do asteroide para descobrir suas características.




Em novembro de 2018, o Asteroide do Halloween poderá ser observado mais uma vez. No entanto, ele passará a uma distância 105 vezes maior que a da Terra à Lua - o que ainda é próximo o suficiente para que seja possível estudá-lo. Um encontro mais emocionante, segundo os pesquisadores, voltará a acontecer em 2088, quando o 2015 TB145 passará pela Terra a uma distância equivalente a 20 vezes a distância entre nosso planeta e o satélite. O Asteroide do Halloween tem entre 625 a 700 metros de diâmetro, segundo o estudo publicado por Pablo Santos-Sanz e sua equipe no periódico Astronomy and Astrophysics.

Eles também descobriram o período de rotação do corpo celeste, o que seria a duração do seu "dia" - entre 2,94 horas e 4,78 horas, de acordo com a observação e os cálculos deles. E determinaram seu formato, uma elipse achatada, que reflete apenas entre 5% e 6% da luz do sol que a atinge. "Isso significa que é um asteroide muito escuro, só um pouco mais reflexivo que o carvão", disse Santos-Sanz em nota.

Atualmente, acredita-se que o Asteroide do Halloween pode ser um cometa extinto, que perdeu bastante água e outros componentes voláteis durante as voltas que deu ao redor do Sol. Isso é semelhante ao que se considera a respeito do objeto interestelar Oumuamua, que causou surpresa por seu formato de "charuto" e também parece ser um tipo de cometa "disfarçado" de asteroide. Em geral, asteroides e cometas são diferenciados por sua composição (os primeiros são mais rochosos e metálicos, e os últimos têm uma proporção maior de gelo e rochas) e pelo tipo de órbita ao redor do Sol. Mas nem sempre é fácil diferenciá-los com as observações que a distância permite fazer.

Ilustração feita pela NASA
Como sempre, aparecem apenas inúmeras montagens; mas cenas reais, nenhuma. Imagem: Vida em Equilíbrio


Agora, os pesquisadores aguardam que novembro de 2018 traga mais novidades sobre a natureza destes objetos. "Apesar de essa passagem próxima não ser tão favorável, conseguiremos como obter novos dados que podem aumentar nosso conhecimento sobre a massa dele e outras que passam pelo planeta", disse Pablo Santos-Cruz. O preocupante é que a Nasa descobriu a existência do asteroide somente no dia 10 de outubro, três semanas antes de sua aproximação. De acordo com a Nasa o fenômeno não será visto a olho nu, mas quem tiver uma boa luneta em casa talvez consiga observá-lo. A agência espacial americana possui um programa dedicado à observação de objetos espaciais próximos da Terra, ou NEO, no acrônimo inglês para Near-Earth Objects. De acordo com seu site o objetivo do Near-Earth Object Program é “detectar, rastrear e descrever asteroides e cometas potencialmente perigosos que podem se aproximar da Terra” – atualmente o programa foca em objetos com mais de 140 metros de diâmetro. Até 16 de outubro de 2015, 13.256 objetos haviam sido detectados, sendo que 877 eram asteroides com diâmetro de aproximadamente 1 km (ou até maiores) e 1.635 foram classificados como “potencialmente perigosos”.

Análise sobre o Asteroide Halloween

Esse mundo maluco de teorias e chutes me fascina hoje pelas mentiras que eles contam... Para piorar ainda mais; olha só quem esta sempre por trás dessas grandes descobertas: NASA. Como é que é? Asteroides em formato de "charuto, caveira"? O mais incrível é a descrição quase que 100% detalhada sobre esses "satélites" a 486 mil km de distância! Como assim? Visão do Superman é isso? Confesso que isso hoje me faz coçar muito a cabeça diante só de palavras e números desse jeito. Não dizem que a ciência é a deusa das respostas? Então demonstrem com fatos suas descobertas tais como estas! Dizem que o "caveirinha" vai passar em Novembro de 2018 a uma distância 105 vezes maior que a da Terra à Lua e ainda assim eles o verão e estudarão tranquilamente. Pessoal...

Adivinha que não vai ver esse meteoro senão pelas imagens e animações que eles nos repassarem? Sim; eu e você e o resto do mundo que aprecia essas mentiras. Eu não, porque já estou liberto dessa ladainha desde que passei uma madrugada morrendo de sono, vidrado em ver uma chuva de meteoros que nunca aconteceu.Mas não se preocupe; se você ainda quer permanecer nesse engano todo e não conseguir ver o "caveirinha" em Novembro de 2018 (e duvido muito que veja); em 2088 ele vai passar de novo! Então, se você tem 10 aninhos e esta lendo este artigo; talvez poderá ver ele passar com 70 anos! Eu já estarei enterrado até lá claro... Boa sorte em suas crenças e observações de asteroides em formato de caveira. Cai na real caro leitor! Sinta-se a vontade em refutar, comentar; compartilhar e assinar as atualizações do blog. São mais garantidas que os asteroides ok?

Fontes:

Terra - O estranho asteroide em forma de caveira que vai voltar a passar perto da Terra em 2018
Vida em Equilíbrio - Nasa anuncia que um Asteroide inesperado passará perto da Terra na noite de Halloween. A surpresa preocupou

Comentários