Terra Plana - Meteoro ou Peça de Foguete Caiu na Bahia?

Peças de foguetes ou meteoros? Oh dúvida cruel! Por todas as pesquisas que tenho feito até aqui, eu realmente não acredito em meteoros, justamente porque nunca ninguém realmente constatou um evento completo desde a iluminação nos céus até a suposta pedra encontrada no solo e tudo com algum registro confiável; mas tudo que temos são clarões; ondas de impacto como na Rússia e por fim; alguém alegando que caíram no mar ou em algum lago onde você só vê o pessoal tirando pedras como as que estão aqui entre nós na Terra. E na verdade tenho que são realmente peças dos foguetes que supostamente estão colocando homens, satélites e agora também carros para flutuar na órbita da Terra ou no espaço infinito deles. Essas partes de foguete vem de longe (de onde foram lançados), em alta velocidade se queimam pela temperatura da atmosfera e se derretem causando o efeito meteoro que muitos testemunham. Fato este que existem centenas de notícias comprovando que são peças de foguetes que não saem da Terra mas se queimam caindo ainda restos por aí no país dos outros. Havendo até um caso de morte na África. Recentemente temos mais um caso no Brasil; na Bahia. E antes de analisar, recomendo que leia alguns artigos sobre os supostos meteoros:

Objeto que caiu do céu na Bahia
Objeto real que caiu do céu encontrado por morador próximo ao local do impacto. Imagem: G1 Notícias



A Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon) confirmou, em nota divulgada nesta quinta-feira (22/02/2018), que o clarão no céu da Bahia, que foi visto por moradores de várias cidades do estado - incluindo Salvador e Ilhéus, no sul -, foi provocado por um meteoro. De acordo com a instituição, o meteoro é um fenômeno luminoso provocado pela passagem de um fragmento de rocha espacial pela atmosfera da Terra. No caso da Bahia, conforme a Bramon, o fragmento explodiu pouco tempo após passar pela atmosfera, no Oceano Atlântico, a cerca de 83 km da praia de Guarajuba, na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador. A situação ocorreu na noite da terça-feira (20/02/2018) e assustou a população das cidades em que deu para ver o clarão. Após o fenômeno, um morador do distrito de Monte Gordo, em Camaçari, encontrou, em uma área de vegetação, um objeto que levantou a suspeita de especialistas de ser o causador do clarão.

Nesta quinta-feira, a peça foi analisada por pesquisadores do Museu Geológico da Bahia. Após a análise, os especialistas comprovaram que o objeto é composto por ferro, manganês e silício. Eles descartaram que o objeto possa ser um meteorito - que é quando o fragmento que provoca o meteoro alcança a superfície da Terra. Os pesquisadores estudam agora se a estrutura pode ser lixo espacial. No entanto, no comunicado divulgado nesta quinta-feira, a Bramon descartou que o objeto seja lixo espacial. Segundo a instituição, quando lixos espaciais caem na atmosfera, a queda ocorre em ângulos muito rasos, então, o objeto vai sendo consumido lentamente. Além disso, conforme a Bramon, materiais pesados como o ferro, que parece constituir o artefato, são evitados na construção de foguetes e satélites. Por fim, ainda no comunicado, a Rede de Monitoramento negou que o meteoro ocorrido na Bahia tenha sido provocado pela queda de partes de um foguete russo, como havia suspeitado anteriormente.



De acordo com a entidade, os fragmentos do foguete reentraram na atmosfera na sexta-feira (16/02/2018), sobre o Canadá, 20 minutos antes de passar pelo Brasil e 4 dias antes do clarão na Bahia. Moradores de Salvador e de cidades do interior da Bahia relataram nas redes sociais, entre a noite da última terça-feira (20/02/2018) e a manhã de quarta (21/02/2018), que viram um clarão no céu. O fenômeno aconteceu por volta das 22h30, durou segundos e deixou as pessoas assustadas. A situação gerou inúmeros memes, piadas e montagens nas redes sociais. Entre as brincadeiras feitas pelos internautas, teve até quem "assumisse" a autoria do clarão. "Não se pode mais fazer uma fotinha com flash, que incomoda o povo. Todo mundo reclamando do clarão no céu. Era eu fazendo selfie", brincou um internauta.O objeto analisado pelo Museu Geólogo da Bahia nesta quinta-feira foi achado em um buraco, em uma área de vegetação que fica no entorno de uma loja de materiais de construção, na noite da terça-feira. A peça tem cerca de 2,9 kg e 15 cm de comprimento. De acordo com o morador da região que encontrou o artefato, houve uma explosão pouco antes do objeto ser encontrado. O homem filmou o momento.

Não foi um meteoro que caiu na Bahia!

Já vou chegar chegando, dizendo com provas cabais só nesta matéria que tudo isso é conversa fiada! Meteoros não existem! São apenas pretextos para tentarem justificar por meio de mais gambiarras que vivemos em um "planeta" largado num espaço infinito onde pedras voadoras sem explicação podem colidir com nossa morada e nos colocar de risco a extinção! Eles querem que pensemos que existe mesmo esse espaço imaginário que eles desenham e assim enfiar toda sua doutrina em nossa mente para nos manter cativos a um medo inexistente; quando na verdade devemos temer aquele que fez os céus e a Terra e tem poder sobre todas as coisas; inclusive a natureza! O que realmente risca os céus e causa clarões e estrondo nos céus são esses restos perigosíssimos de foguetes que esses infelizes soltam em suas rotas manipuladas que nem sempre dão certo! Infelizmente o número de leigos com respeito a isso é grande e muitos acham mesmo que sejam pedras caindo do céu ou mesmo objetos alienígenas como já mostrado aqui. Piada!



Vamos as mentiras e contradições em mais essa matéria sensacionalista. De cara, eu não sei ao certo se essa Bramon é comprada para mentir ou acredita piamente em meteoros; mas emitir uma nota confirmando o caso como meteoro sem provas físicas além dos efeitos é muita fé ou sacanagem mesmo! Enquanto eles confirmam como meteoro; cidadãos comum testemunham ao vivo; registram o evento e ainda encontram a peça caída dos céus. Entende como sempre bato na tecla de não confiar nesses cabeções doutrinados pelo sistema com seus gabaritos imbecilizados e suas teorias sem base em muitos casos? Cantam glória para si mas não sabem o necessário; mas quem realmente sabe e pode comprovar é que esta com a verdade! Hipótese é hipótese e fato é fato! Só o fato do tal meteoro explodir depois de supostamente passar pela atmosfera já contradiz seu conjunto de informações sobre seus meteoros. Fato é que o foguete nem saiu do seu teto de voo e por isso mesmo a peça caiu da própria atmosfera e não do espaço da ilusão!

O morador vai lá e destrói as certezas dos fanáticos e apreciadores de mistérios do espaço infinito da NASA e comparsas... Não era uma pedra; era uma peça de foguete! Imagine comigo de novo essa peça caindo na cabeça de alguém? Ao menos em um animal; casa; carro; posto de combustível? Que desgraça seria hein? Essas brincadeiras estão ficando sérias pessoal... O engraçado é como eles ficam perdidinhos em seus achismos. A Bramon sempre teimando que a composição do material é semelhante as dos supostos meteoros deles sendo que é fato que é uma peça de foguete! Céus... Eles negam a realidade da peça de foguete e insistem que tenha sido uma pedra que caiu do céu. Será que é para se escusar de possíveis acusações e responsabilidades dos prejuízos, mortes e quaisquer merdas que possam ocorrer por conta desses lançamentos? Quem sabe não é mesmo? Eles creem mesmo que não haja nenhuma espécie de material pesado nos foguetes. E essas peças? Eles sempre darão um jeito de manobrar tudo que puderem para ocultar o fato e manterem as pessoas na ignorância; porque os mantêm doutrinados e se acontecer alguma tragédia ninguém sabe, ninguém viu e ninguém prova nada!

Considerações e Conclusão

"A peça tem cerca de 2,9 kg e 15 cm de comprimento." Eu imagino essa peça caindo acidentalmente na cabeça de alguém... Deus nos acuda! O que eu penso? Que não existem meteoros; invenção desses mentirosos para ostentar seu universo mítico e ilusório. Os fenômenos que até chegamos a ver, ou são realmente estrelas ou peças desses foguetes que eles lançam o tempo todo na atmosfera; que possuem partes que caem no oceano durante sua decolagem e as demais voam horizontalmente em altura considerável onde se incineram com a velocidade e se desfazendo em pedaços menores caem em diversos locais dependendo da rota que seguem. Os doutrinados seguem com seus discursos e explicações teóricas baseadas em um pacote pronto de enganações que os fazem achar que estes fenômenos realmente são meteoros, quando não são! Assim, a podridão de mentiras da NASA e comparsas permanece oculta e se der porcaria (como já disse), não haverão culpados porque são apenas "fenômenos da natureza"! Deixa de ser alienado! Doutrinado e alucinado com essas fantasias!

Infelizmente por sermos pequenos não podemos fazer uma cobrança séria contra este pessoal e expor suas mentiras e o tamanho perigo que colocam os humanos que convivem com essa palhaçada toda. Raciocinou claramente comigo e percebeu o tamanho engano que muitos vivem? Percebeu o perigo que mesmo eu e você podemos estar correndo de um troço desses cair sobre nossas casas; carros; famílias e mesmo em nós? Morte e prejuízo na certa! Reclamar com quem depois? Provar como? Não tem provas! Não tem digitais ou endereço de onde veio! Somente o argumento dos "especialistas" que te garantem que são meteoros. Assim você fica no prejuízo e acaba como defunto se bobear... Esse pessoal dá medo com seus brinquedos espaciais... E milhões são torrados, enquanto pessoas morrem de fome... Lastimável! Meteoro ou peças de foguete? Você acredita em meteoros? Acha que existem realmente provas reais deles? Deixe sua opinião; compartilhe com outras pessoas inocentes a respeito e vamos divulgar a verdade! Assine as atualizações e acompanhe mais investigações sobre as mentiras envolvendo esse pessoal.

Fontes: 
G1 Notícias - Clarão no céu da BA foi provocado por meteoro, diz Bramon; relação com objeto achado em Camaçari é descartada