Terra Plana - Onde foi parar o satélite brasileiro?

Existem quase uma dezena de artigos ou mais revelando a farsa dos satélites orbitadores ou estacionários aqui no Verdade Urgente; mas como sempre tem gente que chega atrasado e não lê os artigos já escritos; trouxe mais uma notícia muito reveladora sobre o suposto satélite geo estacionário brasileiro que fora lançado (segundo eles) para nos trazer internet mais barata e até agora nada. Mas será mesmo que a internet é transmitida via satélites que trafegam numa órbita e outros que até conseguem ficar parados acompanhando o giro mágico da Terra? Já sei que não com base em muitas evidências; mas como sempre estou me deparando com notícias com falhas e revelações incríveis sobre o tema; trouxe mais uma para vocês se deliciarem e avaliarem com olhar crítico as condições do Brasil em meio a esse circo de palhaços. Sabemos que após a sabotagem que o Brasil recebeu, agora ele entrou na maratona de lançamento de satélites falsos e logo teremos um brasileiro na Lua. Ante de ver o mico brasileiro nessa empreitada, recomendo que leia alguns artigos sobre os tais satélites de órbita.

Visita da Dilma a uma das antenas da Telbras
Tudo que podemos ver são somente as antenas mesmo porque os satélites lá em cima, jamais... Imagem: Diário do Poder



O governo deve amargar prejuízo de cerca de R$200 milhões ao mês com o atraso na operação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação, lançado em maio e que custou R$2,8 bilhões. O objetivo é garantir internet banda larga mais rápida e mais barata. Já está em órbita, deveria entrar em operação até o fim do ano, mas as antenas gigantes, a serem instaladas em 5 capitais, conectando o satélite ao Brasil, não ficarão prontas a tempo. A Telebras não explica o porquê. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder. As antenas foram encomendadas à Gilat do Brasil, que na verdade é israelense. Esta terceirizou à China a fabricação das antenas. Delegação da Telebras foi à China, há dias, para checar como está a produção das antenas. Mas os brasileiros não tiveram acesso ao local. A Telebras diz que isso é coisa o diretor técnico Jarbas Valente, muito compreensivo com o atraso da Gilat. Valente não retornou as ligações.

Considerações e Conclusão

Prejuízo de R$2,8 milhões pelo lançamento e mais R$200 milhões ao mês? Como pode isso? Sabe quando foi publicada essa matéria? 23 de Junho de 2017! Em plena crise financeira e condições caóticas no Brasil e esse povo arranjando prejuízos com essas parafernálias mentirosas? É inacreditável e revoltante ao mesmo tempo! Você viu esse satélite literalmente em órbita? Ou somente acompanhou o esquema fraudulento de lançamentos de foguetes aos céus que caem no oceano? Não existem provas reais do tal satélite e essas antenas em atraso são a realidade por trás de toda essa mentira de internet mais veloz via satélite! No muito o que eles podem usar para te enganar são os famosos satélites conduzidos por balões como os da Google! Já foi mostrado esse tipo de satélite aqui e como são inúteis se comparados aos cabos submersos que são instalados a anos e transmitem internet de continente a continente sem necessidade de satélites falsos. A verdade é que esse dinheiro rodou... Se foi... Já era... E não tem satélite algum e ninguém pode nos trazer provas disso consistentes; senão as gambiarras preparadas como provas.



Esse pessoal só arrasta dinheiro e mais dinheiro sem piedade... Certamente o Brasil deve estar atolado até o pescoço com essas armações advindas dos estrangeiros que já estão ninjas com tudo isso. O pior é sempre saber que toda essa verba tem apoio financeiro dos cofres públicos de onde veio nossa contribuições! Meu Deus... Logicamente que toda comunicação mundial referente a internet esta baseada nos cabos submarinos; triangulação de sinal por antenas e balões complementares nas zonas de difícil acesso e só isso. Nada de satélites voadores sem asas ou balões. E o que será do falso satélite brasileiro em órbita? Estaria inoperante causando prejuízos mesmo? E você, com base em tudo que aprendeu e descobriu até aqui sobre os tais satélites; o que pensa sobre o Brasil entrar nessa embarcação? Um internet realmente boa ou lavagem de dinheiro como acontece com a NASA? Deixe seu comentário sobre este assunto; se inscreva para receber novas atualizações e compartilhe com outras pessoas também.

Fontes: 
Diário do Poder - Fabricante falha, Telebrás cala e impede funcionamento de satélite.