2 Coríntios 12:7 - O que era o espinho na carne do apóstolo Paulo?

O espinho na carne citado por Paulo seria uma enfermidade? Um demônio para o perturbar? Ou os açoites e apedrejamentos que ele passou? Do que Paulo falava quando citou que foi lhe imposto um "espinho na carne"? Depois de me deparar com esse texto e ouvir diversas opiniões e interpretações e até entrar em debates por conta disso; resolvi realizar uma pesquisa sem preguiça e aprofundada com todos recursos possíveis e coletando opiniões para saber do que realmente Paulo falava neste texto com múltiplas interpretações desde o princípio. Já manifestando minha opinião e entendimento após alguns anos em contato com as Escrituras e com o texto em discussão; eu particularmente acredito que não há tanto mistério assim e que a própria Escritura nos dará a resposta munida também de explicações sensatas e válidas para deixar ainda mais claro o entendimento do que seria o tal espinho na carne misterioso e complexo para muitos. Quer saber minha opinião sobre isso? Leia até o fim e saberá minhas bases e minhas conclusões. Confira mais alguns estudos sobre determinados textos das Escrituras.
Espinhos
Alguns correntes de interpretação chegam ao absurdo de dizer que o espinho era um pecado cometido por Paulo! Imagem: Google


Interpretações o espinho na carne de Paulo? 

"E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar." 2 Coríntios 12:7

Antes de qualquer análise, basicamente este texto está inserido em um contexto onde Paulo contava sobre um homem que teve revelações grandiosas do céu e por fim ele acaba se entregando que era ele este homem e então cita que este espinho na carne foi dado a ele para que não se gloriasse por ter recebido as revelações. Agora vamos conhecer as mais diversas interpretações resumidas de teólogos e igrejas. Tentarei compactar tudo ao máximo para não ficar cansativo demais o artigo; só para fins de conhecimento mesmo dessas correntes de interpretação.

A nota de estudo da Bíblia Vida Nova afirma que talvez fosse alguma doença como a malária ou possivelmente problema nos olhos devido ao texto de Gl 4.15: “Qual é, logo, a vossa bem-aventurança? Porque vos dou testemunho de que, se possível fora, arrancaríeis os vossos olhos, e mos daríeis.” Gl 4.15

Martinho Lutero acreditava que o “espinho na carne” fosse devido as perseguições dos próprios judeus. O Manual Bíblico da SBB, nos afirma que apesar de ser uma obra de Satanás, foi um meio que o Senhor usou para manter seu servo humilde. O estudo da Bíblia Dake procura derrubar a tese de que seja alguma enfermidade, devido a palavra “espinho” ser usada na Septuaginta referindo-se aos opositores do povo de Deus.

Como pode ver, existem várias interpretações mas a Bíblia sempre terá uma só e buscaremos qual é a específica e verdadeira. E o que as Escrituras dizem sobre espinhos além da citação de Paulo?




Textos bíblicos sobre espinho

Obviamente que se nos detivermos apenas no texto citado por Paulo e não nos apoiarmos no cotexto imediato e geral das Escrituras podemos cometer erros de interpretação em qualquer nível a ponto de cair em heresias leves e danosas. Mas o que a Bíblia tem a nos apresentar como espinho?

“Mas se não lançardes fora os moradores da terra de diante de vós, então os que deixardes ficar vos serão por espinhos nos vossos olhos, e por aguilhões nas vossas virilhas, e apertar-vos-ão na terra em que habitardes” Nm 35.55

"E a casa de Israel nunca mais terá espinho que a fira, nem espinho que cause dor, entre os que se acham ao redor deles e que os desprezam; e saberão que eu sou o Senhor DEUS." Ezequiel 28:24

"Porém os filhos de Belial todos serão como os espinhos que se lançam fora, porque não podem ser tocados com a mão." 2 Samuel 23:6

"E os povos serão como as queimas de cal; como espinhos cortados arderão no fogo." Isaías 33:12

"O melhor deles é como um espinho; o mais reto é pior do que a sebe de espinhos; veio o dia dos teus vigias, veio o dia da tua punição; agora será a sua confusão." Miquéias 7:4

"Assim também eu disse: Não os expulsarei de diante de vós; antes estarão como espinhos nas vossas ilhargas, e os seus deuses vos serão por laço." Juízes 2:3

"E tu, ó filho do homem, não os temas, nem temas as suas palavras; ainda que estejam contigo sarças e espinhos, e tu habites entre escorpiões, não temas as suas palavras, nem te assustes com os seus semblantes, porque são casa rebelde." Ezequiel 2:6

"Sabei certamente que o Senhor vosso Deus não continuará a expulsar estas nações de diante de vós, mas elas vos serão por laço e rede, e açoite às vossas ilhargas, e espinhos aos vossos olhos; até que pereçais desta boa terra que vos deu o Senhor vosso Deus." Josué 23:13

Observação: Textos da versão Almeida Corrigida e Fiel

Podemos claramente ler e compreender que a maioria dos textos citados acima falam sobre nações, povos e até pessoas que causam perseguições, dores, problemas e incômodos. Deus fala muitas vezes sobres os povos como espinhos para perturbar a Israel em sua desobediência e pecado.



Significados da palavra espinho 

Dentre todos os seus significados, essa palavra pode significar espinhos reais mas também "situação difícil; encrenca, aperto."  Existem alguns exemplos de aplicação dessa palavra em sentido simbólico: "Estar sobre espinhos, estar em grande inquietude. Tirar um espinho do pé, desembaraçar-se de uma preocupação." Como podemos ver, nem todas as referências nas Escrituras estão falando de espinhos literais como as citadas anteriormente. Qualquer estudante basicamente informado desses esquemas de língua portuguesa e exegese bíblica percebera a grande diferença como nos textos bíblicos:  "E outra caiu entre espinhos e crescendo com ela os espinhos, a sufocaram;" Lucas 8:7

"Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo." Gênesis 3:18

"E vestiram-no de púrpura, e tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram na cabeça." Marcos 15:17

Estes e muitos outros textos nas Escrituras mostram uma aplicação do sentido literal da palavra espinho. Mas afinal, Paulo falava de um espinho literal; de uma enfermidade ou do que? Concluamos nossos estudos...



Considerações e Conclusões

Alegar que Paulo tinha enfermidade nos olhos e que esse fosse o espinho na carne usando o elogio que ele fez aos gálatas (Gl. 4.15) por sua bondade e liberalidade não tem sustentação, já que isso era apenas uma expressão do quanto eles estavam dispostos a ajudar Paulo se pudessem. Ele poderia ter falando de doarem qualquer outro membro por ele para o ajudar em sua jornada! Tentar fazer uma conexão entre este texto e sua cegueira temporária quando teve a visão de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo a caminho de Damasco também não tem fundamento; pois quando Ananias orou por ele "...lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista..." Atos 9.18. Ele não ficou cego... As únicas "enfermidades" citadas por Paulo em sua carne foram por conta de apedrejamentos, açoites e ferimentos em consequência de suas missões; todos causados por homens. Mas neste texto em particular ele cita alguns pormenores interessantes a se considerar. Observe comigo:

"E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar." 2 Coríntios 12:7

Muitos grandes e pequenos tropeçam feio em questões de português e isso por si só já causa muitos problemas até heréticos! A expressão "a saber" significa "isto é","quer dizer","isso significa". Indicando que logo após essa expressão ele explicará o que é o espinho na carne: "um mensageiro de Satanás para me esbofetear". Mostrarei mais alguns exemplos bíblicos nas Escrituras com essa mesma expressão e sua aplicação como explicado: "Estas, pois, são as nações que o SENHOR deixou ficar, para por elas provar a Israel, a saber, a todos os que não sabiam de todas as guerras de Canaã."
Juízes 3:1

"O qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber: A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção;" Romanos 2.6,7

Reforço novamente que um conhecimento básico de português ajudará muito no interpretar as Escrituras, pois não há nada pior que perceber que a pessoa até briga sem nem ao menos saber exatamente o que esta significando as sentenças de português! Imagine os originais?! Resumindo; Paulo recebeu fortes e profundas revelações de Deus e até tentou esconder mas logo se entrega que sofre problemas com o orgulho e Deus sabendo disso, gera uma situação onde provavelmente ele é esbofeteado por alguém incitado por Satanás ou quem sabe até por um agente direto do Inimigo. Seriam judeus? Um carcereiro incitado por um demônio? Um demônio direto? Não fica explícito; mas fica claro que não é um espinho literal mas sim que ele apanhou; foi esbofetado e assim humilhado e quando orou para que fosse afastado dele: "Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim." 2 Coríntios 12:8

Deus não atendeu seu pedido... Fica claramente provado teologicamente que Paulo não recebeu nenhuma enfermidade física qualquer que seja; mas que o tal espinho era mais uma tortura por esbofeteamento por alguém ou alguma entidade para sua humilhação perante Deus mediante as revelações recebidas. Infelizmente me vi na obrigação de escrever este artigo diante de um comentário em uma lição bíblica que discordei e por irmãos que insistiam que seria uma enfermidade e não tortura que Paulo sofreu. Você discorda dessas conclusões? Por favor não ignore todo estudo exaustivo nas Escrituras taxando as referências como inválidas certo? Pode expressar seu ponto de vista e sua resposta para complementar ou discordar deste estudo. Compartilhe com outras pessoas que ainda não sabem o que é o espinho na carne de Paulo e assine as atualizações para receber mais estudos como este.



Fontes:
Clube da Teologia - Interpretação Bíblica - O espinho na carne
Bíblia Online - Referências 
Pesquisa Google - Significado de Espinho
Dicio - Espinho
LPeU - Entre Vírgulas
Pr. Elias Soares Oficial - O que era o espinho na carne de Paulo? (7:23)



Comentários