Friedrich Wilhelm Nietzsche - De grande pensador a mero irracional

A existência de Deus ainda é contestada até hoje no mundo por milhares de pessoas que não tem fé e andam somente pautados nas coisas visíveis. Sendo a Bíblia o documento e prova mais palpável de sua existência, eles preferem menosprezar a mesma e seguir na ignorância sobre a existência dele e de quem ele seja.

Nessa multidão muitos homens surgiram no decorrer de toda história humana com palavras e atos que demonstravam sua incredulidade no Deus invisível. Existem duas correntes que seguem em meio a humanidade; os que acreditam em Deus, mas também outros deuses; os que acreditam apenas em seus deuses e aqueles que menosprezam qualquer divindade e mesmo o sobrenatural.

Montagem com Nietzsche contra Deus
Ousadamente Nietzsche ousou declarar que Deus estava morto e isso não trouxe muitos benefícios. Imagem: Lucha de Contrarios


Desde os mais anônimos as mais brilhantes personagens segundo os homens, tanto não creram como também passaram a criticar os que creem; atacar as Sagradas Escrituras e o próprio Deus passou a ser afrontado por eles. Muitos foram os homens que em sua grande história deixaram seus rastros de incredulidade e rebeldia manifesta contra Deus. Mas será que Deus nunca vê essas ofensas, ou ele não existe mesmo?

A nossa fé não é loucura, mas esta pautada em um livro sacrossanto e sua virtude vem do Santo Espírito que precede de Deus e Friedrich Wilhelm Nietzsche, um grande filósofo desviado dos caminhos do Senhor teve uma triste experiência com Deus ao decidir ser um ateu e desafiar Deus com suas frases ousadas.

A triste história de  Friedrich Wilhelm Nietzsche

Friedrich Wilhelm Nietzsche nasceu na Alemanha no dia 15 de outubro de 1844 numa cidade conhecida por Röcken e morreu em Weimar em 25 de agosto de 1900. A sua família era luterana e contava tanto do lado paterno quanto do materno com uma longa linhagem de pastores protestantes, seu destino então era ser pastor. Nietzsche perde a fé durante a adolescência, e os estudos de filologia combatem com o que aprendeu sobre teologia: Durante os seus estudos na universidade de Leipzig, a sua vocação filosófica cresce. Foi um aluno brilhante, dotado de sólida formação clássica, e aos 25 anos é nomeado professor de Filologia na universidade de Basiléia.

Durante dez anos desenvolveu a sua filosofia em contato com o pensamento grego antigo. Em 1879 seu estado de saúde obriga-o a deixar de ser professor. Sua voz ficou inaudível. Começou uma vida errante em busca de um clima favorável tanto para sua saúde como para seu pensamento (Veneza, Gênova, Turim, Nice, Sils-Maria...) :

Em 1882, começa a escrever o "Assim Falou Zaratustra". Nietzsche não cessa de escrever com um ritmo crescente. Este período termina brutalmente em 3 de Janeiro de 1889 com uma "crise de loucura" que, durou até à sua morte, coloca-o sob a tutela da sua mãe e sua irmã. 

Estudos recentes atribuem a sua morte um cancro do cérebro, que eventualmente pode ter origem sifilítica. Sua irmã falseou seus escritos após a sua morte para apoiar uma causa anti-semita. Falácia, tendo em vista a repulsa de Nietzsche ao anti-semitismo em seus escritos.



O sucesso de Nietzsche, entretanto, sobreveio quando um professor dinamarquês leu a sua obra "Assim Falou Zaratustra" e, por conseguinte, tratou de difundi-la, em 1888. Muitos estudiosos da época tentaram localizar os momentos que Nietzsche escrevia sob crises nervosas ou sob efeito de drogas (Nietzsche estudou biologia e tentava descobrir sua própria maneira de minimizar os efeitos da sua doença).

Suas ideias sobre Deus:

"Deus está morto. Viva Perigosamente. Qual o melhor remédio? - Vitória!".
"O Evangelho morreu na cruz."

"A diferença fundamental entre as duas religiões da decadência: o budismo não promete, mas assegura. O cristianismo promete tudo, mas não cumpre nada."

"Para ler o Novo Testamento é conveniente calçar luvas. Diante de tanta sujeira, tal atitude é necessária."

"O cristianismo foi, até o momento, a maior desgraça da humanidade, por ter desprezado o Corpo."

"A fé é querer ignorar tudo aquilo que é verdade."

"As convicções são cárceres."

"As convicções são inimigas mais perigosas da verdade do que as mentiras."

"Deus está morto mas o seu cadáver permanece insepulto."


Fonte: Yahoo Respostas



Reflexão sobre a vida de Friedrich Wilhelm Nietzsche

Friedrich Wilhelm Nietzsche foi um pobre infeliz que deixando o caminho da verdade se tornou um naturalista contagiado pela filosofia grega e nesse caminho decretou combate a fé e mesmo contra Deus e seus seguidores, criando frases blasfemas e escrevendo livros onde influenciou muitas pessoas pelo mundo.

Mas seus caminhos de rebelião e desafio contra Deus provou mais uma vez que Deus não se deixa escarnecer e nem ser humilhado por meros homens e seu fim foi justamente um grande golpe naquilo que parecia ser sua glória: Um câncer maligno em seu cérebro. Deus mostrou a Friedrich Wilhelm Nietzsche que sua sabedoria contra ele não era nada e sua carreira terminou de grande pensador em um louco incapaz de raciocinar e dependente daqueles que tanto combateu.

Friedrich Wilhelm Nietzsche é exemplo para nós como Herodes o foi (comido de bichos), de que Deus, embora invisível e as vezes silencioso, esta em seu trono assentado e observando a humanidade. Ele merece ser reconhecido e adorado, mas alguns como Friedrich Wilhelm Nietzsche, preferem outros caminhos e provam deles no fim de suas vidas...

Nietzsche com insanidade mental
Com Deus não se brinca! Ele acabou ficando louco e terminou seus sias desastrosamente. Imagem: Wikimedia Commons


Para os ateus e críticos sua morte foi comum, para nós, conhecedores da Verdade, foi um pagamento terrível por sua rebeldia e insolência contra seu Criador. Reflita nas sábias e reveladoras palavras de Paulo:

"Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus." 1 Coríntios 1:18

"Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens." 1 Coríntios 1:25

"Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia."
1 Coríntios 3:19

"Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente."
1 Coríntios 2:14

"Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?"
1 Coríntios 1:20

Comentários