Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

A Igreja e a Lei - Liberdade religiosa

Imagem
Vamos falar de leis envolvendo a Igreja de uma forma geral? Em conversa, debates e argumentações com ateus, leio sempre sobre manifestações contra certas corrupções por parte de certos religiosos e suas religiões e reforço aqui que realmente quando um ateu sincero e sensato em suas críticas condena certas coisas; não esta errado e mesmo nós verdadeiros cristãos, deveríamos fazer o mesmo. Encontrei certo dia navegando na internet; o blog de um irmão abençoado chamado Adiel Teófilo com artigos bem interessantes e cheios de informações sobre diversos assuntos cristãos. Inclusive ele aborda sobre a Igreja e as leis de nossos país. Resolvi republicar aqui os artigos voltados a explicar certas leis e como elas beneficiam a Igreja e também rege sua conduta da melhor forma possível. Infelizmente muitos cristãos desinformados acabam defendendo até mesmo coisas erradas por inocência e gerando conflitos por aí. Devemos realmente ser sal da terra e luz do mundo; por isso esses artigos vão a

10 Razões porque Deus não cura amputados

Imagem
Essa é uma das perguntas que recebo constantemente de ateus querendo diminuir o poder de Deus ou mesmo lançar seus milagres em descrédito. Confesso que por muitas vezes me perguntei no meu íntimo porque realmente esses tipos de milagres não acontecem. Não porque não creio ou porque a incredulidade estaria dominando meu coração; mas porque realmente os milagres neste sentido são realmente raros. Não tenho os mínimos motivos para duvidar do meu Deus e do seu poder. Afinal, o Deus que curou tantos enfermos e ressuscitou mortos não só nas Escrituras como fora delas ainda é o mesmo. O meu problema é entender os motivos dele não curar os amputados... E isso é um problema meu por falta de não conhecer os mistérios de Deus. Mas sempre guardando as perguntas em meu coração e raciocinando com base nos demais fatos que corroboram seu grandioso poder. Cheguei a conclusão que Deus tem seus motivos para não curar quando prefere assim e vou citar os que descobri até aqui. Não são todas as resp

Prêmio Million-Dollar Dada a cosmólogo Priest

Imagem
O Prêmio Templeton 1.600 mil dólares americanos de 2008, o prêmio mais rico feito a um indivíduo por uma organização filantrópica, foi dada quarta-feira para Michael Heller, 72, um padre polonês católico romano, cosmólogo e filósofo que passou a vida buscando  responder questões como: "Será que o universo precisa ter uma causa?" A Fundação John Templeton, que concede bolsas para incentivar grandes descobertas científicas sobre "grandes questões" em ciência e filosofia, elogiou o professor Heller, que é da Polônia, por sua extensa obra que "possui consideráveis novas conclusões sobre muitas questões da vida". Grande parte da carreira do Professor Heller tem se dedicado a reconciliar o mundo científico conhecido com as dimensões desconhecidas de Deus. Ao fazer isso, ele argumentou contra um "deus das lacunas". Estratégia para relacionar a ciência e a religião, numa visão que usa Deus para explicar o que a ciência não pode explic

Conversão de índios a Deus da aldeia Kunemê em Oiapoque

Imagem
A aldeia Kumenê, que fica na reserva Uaçá, em Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá, é uma das mais isoladas comunidades indígenas no extremo norte do país. Para chegar a tribo da etnia Palikuré é necessário navegar ao menos 20 horas por três rios do Amapá. Apesar de localizada em meio a selva amazônica, a aldeia sofreu influência da chamada “cultura do homem branco” , segundo o cacique Azarias Ioio Iaparrá, de 50 anos. Uma delas foi a incorporação do protestantismo. “Somos evangélicos. A maioria da aldeia é crente” , resumiu o líder indígena. Antes adeptos da cultura em que o Deus era a natureza, os índios da aldeia Kumenê passaram a acreditar em Jesus Cristo. A consolidação da religião protestante na tribo não é recente. Relatos dos indígenas apontam que a “catequização evangélica” iniciou em 1965, quando um casal de missionários norte-americanos iniciou o referido processo que teria durado pouco mais de uma década. Eles teriam usado o argumento de que somente na crença em Je