Conclusão - Astronomia Zetética - A terra não é um globo

Enfim, estamos chegando ao resumo final da obra de Samuel Birley Rowbotham, depois de meses postando sobre cada prova em favor do mundo plano e argumentações destruidoras contra a hipótese de uma terra globular. Samuel Rowbotham, embora acusado como charlatão e vendedor de xaropes por oponentes de seu tempo e do nosso; e embora as mídias o ignoraram quase que completamente; ainda existem pessoas que Deus prepara para escavar as verdades que homens como ele exploraram e ousaram ensinar e passar a outras gerações. Infelizmente pela ignorância, desinteresse e desleixo das pessoas de bem, essa hipótese cresceu e ganhou força através dos anos e contagiou a mente de muitas pessoas; mas Deus que é o zelador de toda verdade e quem criou todas as coisas conforme a realidade que podemos alcançar; sempre manteve pessoas ao longo da história para zelar pela verdade. Nosso mundo não é uma bola maluca viajando pelo espaço infinito (ou finito)? Vivemos em um lugar envolto em águas por todo lado, onde vivemos e reproduzimos; construímos e destruímos; nascemos e morremos desde milênios sem nunca notar nada do que inventaram. 

Cada ponto importante tem sido bastante considerado, e provado que são inconsistentes com a suposição da redondeza da terra e rotações diárias e movimentos orbitais. O mais importante para aquele que lê é entender através da base de cada explicação que tem sido dada aos fenômenos que os filósofos newtonianos tem se baseado até agora como prova de suas hipóteses. Eles têm simulado a existência de certas condições para explicar certos fenômenos, e por causa das explicações deles, parecem plausíveis tais fenômenos, eles se justificam ao concluir que suas deduções precisam estar acima dos fatos verdadeiros. 

Estudos de Samuel Rowbotham sobre o real formato de nosso mundo despertou gerações. Imagem: Verdade Urgente



O Processo Zetético, ao contrário, obrigatoriamente precisa provar as bases de suas premissas. Ao dizer que a terra é plana, precisa provar por experiências tangíveis que ela é plana, independente de todas as consequências, independentemente se numerosos, ou alguns fenômenos possam ser compreendidos em conexão com o assunto, ou não. Um esforço tem sido feito nas páginas deste livro (Astronomia Zetética - A terra não é um globo) para explicar os mais variados fenômenos sem suposição, mas em conexão com indubitáveis fatos demonstrados que a água é horizontal, que a terra como um todo não é um globo, mas um grande plano "circular". 

O leitor precisa ter em sua própria mente que se qualquer uma, ou mesmo todas essas explicações lhe forem insatisfatórias, ele não deve abruptamente concluir que portanto a terra não é plana, mas tem de ser um globo. Fora disso, e totalmente independente de toda consequência, ou sucesso em explicar os fenômenos, a proposição de que a terra é plana ou um plano circular tem de ser admitida, ou provada ser falaciosa. Onde quer que existam dúvidas nos fenômenos e explicações dadas, a mente precisa entender que grandes porções de água estão sempre na horizontal, e, portanto, qualquer desejo de satisfação ao explicar quaisquer fenômenos tem de estar de acordo com tal fato, e não pelo processo mental suicida de denunciar uma argumentação baseada em provas. 

Pode-se dizer de uma vez por todas, qualquer que seja a explicação provada, ou que se pense ter sido provada, insatisfatória, por melhor que seja, ainda deve estar em conexão com algum trabalho físico ou linha de base. Qualquer um que se oponha a tal procedimento, e seja incapaz de ver essa justiça e necessidade lógica, com certeza não é um pensador, e, obviamente, não pode ser um filósofo. 

Nenhum homem é irracional o suficiente que não possa olhar para o céu e perceber os fenômenos diante de seus olhos, como os astros viajando todo santo dia de um lado ao outro do grande círculo da terra durante as 24 horas e refazendo ciclos que mesmo povos antigos já dominaram a muito tempo. E nenhum ser humano é cego que a beira das águas em grande volume ou mesmo insignificante como a bolha de um nível, não consiga perceber quão exata é a horizontalidade de nosso mundo. Como o prumo, uma ferramenta tão simples destrói toda a falácia de movimentos insanos que essa bola imaginária supostamente faz. Ninguém vê a curvatura; ninguém sente as velocidades e ninguém consegue provar nada cabalmente. Só nos resta no mínimo duvidar e questionar... E toda e qualquer alegação vazia e pretensiosa que não se sustente pelos pilares científicos e induza o ser humano a uma fé cega e um raciocínio puramente fantasioso deve ser questionada e posta a prova. A ciência genuína que vem de Deus demonstra fatos ao nosso redor com observações simples. A natureza se auto revela quando é pra ser assim. E no tocante aos mistérios que não temos alcance; nos prostremos, adoremos ao Criador e rendamos a Ele glória por ter criado tudo quanto conhecemos e não conhecemos!  

Considerações e Conclusão

Quero louvar a Deus pela vida de Samuel Birley Rowbotham que nos presenteou com fascinantes e reveladores estudos e refutações contra essa pseudociência que escraviza e afasta o homem de seu Criador e também pela vida do nosso caro tradutor dessa obra maravilhosa Everaldo Robson Tolvai, que nos concedeu o privilégio de poder acessar em nosso idioma essa obra cientifica de peso. Mas ainda não terminou por aqui. Como sempre deixei claro sobre quem era Samuel Birley Rowbotham; cientista cristão que cria em um mundo real plano; ele também ao final de sua obra nos deixou estudos bíblicos maravilhosos sobre o tema. Mas por agora, estarei apenas me retendo aos fatos científicos com algumas bases teológicas de apoio. No demais, deixe sua opinião e comentário quanto a sua experiência com relação aos estudos de Samuel Birley Rowbtoham e o quanto isso beneficiou sua vida. Se inscreva em nosso blog e em nosso canal no YouTube e compartilhe com outras pessoas para que possam também conhecer essa ciência desconhecida e ocultada ao mundo. Deus abençoe! 

Fonte: 
Astronomia Zetética - A terra não é um globo (Página 341 e 342)




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terra Plana - Salmos 19.1 - O Firmamento de Deus (Domo)

Jesus disse, “Derrubai este templo, e em três dias o levantarei”?

Verdade Oculta - Você conhece quem é o "irmão" Rubens?