Tales de Mileto - Ateísmo Filosófico

Seguimos com mais um artigo baseado nos pilares da bola mágica filosófica ateísta estudando um pouco sobre a vida de Tales de Mileto; o considerado "Pai da Ciência" e também "Pai da Filosofia"; embora essa palavra supostamente tenha sido criada por Pitágoras. Se é que eles de fato existiram, porque as histórias são sempre vagas, vazias e com o mínimo de literatura e fatos que comprovem que esses camaradas existiram mesmo. Tales de Mileto nasceu aproximadamente em 625 a.C e trabalhava como comerciante e viajava por muitos lugares no mundo de então.  Antes de seguir com mais essa pérola, recomendo que leia mais artigos que podem enriquecer e libertar sua mente das trevas desse universo vazio e obscuro sem sentido. 


Estatua de Tales de Mileto? Imagem: Mitologia Egípcia



Continuando, o tal do Tales de Mileto é um tanto controverso e enigmático e vou explicar porque. Considerado o primeiro filósofo ocidental, ele passou a não aceitar mais as explicações mitológicas e religiosas sobre a criação do mundo e sobre como tudo acontecia na natureza e se empenhou em observar os fenômenos de modo tão obsessivo, que segundo contam seus admiradores, ele caiu num buraco olhando para o céu e uma moça que não compreendia a grandeza de seu vício riu de sua distração. Se a história é verdade? Nem ousaria tentar sequer comprovar sua existência! Mas prosseguindo... Ele analisou tanto os céus que conseguiu prever aos 40 anos de idade aproximadamente, um eclipse solar que aconteceu no ano de 585 a.C! Sensacional não é mesmo? Mas a bola continua em meio a tudo isso no imaginário... 

Lembra que ele trabalhava viajando muito como comerciante? Pois bem, ele ouvia muitas e muitas histórias mitológicas e religiosas sobre o mundo, sua origem e como as coisas aconteciam. Talvez, devido ao caos das várias vertentes mitológicas sobre tudo dos povos que conheceu, resolveu descobrir como de fato tudo acontecia. Nessa busca ele observou que a água estava em tudo. Evaporada no ar, nas plantas, no corpo humano, mesmo em escala mínima (segundo ele) nas pedras e no resto do mundo nos lagos, rios, mares e oceanos. Sendo assim, ele julgou que a água fosse o princípio de tudo. Talvez se ele tivesse lido as Escrituras naqueles dias, teria aprendido isso mais rápido sem tanto sacrifício... Será que foi partindo desse pensamento que a turminha do universo heliocêntrico criou a tal "sopa primordial"? Ainda chegaremos lá com certeza... 

Hapi era o Deus do Nilo, da água e da fertilidade, ele representava a enchente do rio.  Como Egito era no deserto, a enchente das águas do Rio Nilo era de suprema importância para o povo Egípcio, a vinda das águas trazia vida para as lavouras e para os animais.  (Armour, 1999). Seus seios e sua cor azul ou verde eram símbolos da fertilidade, e sua barriga da abundância. Foi ignorando tais explicações mitológicas que Tales partiu a observar e estudar tais acontecimentos. E a bola nada... Ele foi na prática o primeiro filósofo natural a tentar explicar as coisas assim observando e questionando. Foi ele quem explicou como aconteciam as enchentes no Rio Nilo que até então eram atribuídas a um deus egípcio chamado Hapi. Infelizmente é notório que essa pratica traz benefícios e malefícios. Pode tanto desmistificar mitologias como pode extrapolar e tentar extinguir Deus dentre a humanidade com toda a revelação e ação que o mesmo concede a nós; culminando assim até no ateísmo.



 

Um dos avanços atribuídos a Tales esta relacionado a Matemática prática que ele desenvolveu aprendendo (obviamente) a engenharia egípcia e astronomia babilônica. Foi através dessas metodologias que ele conseguiu calcular o tamanho de uma pirâmide egípcia. Alguns atribuem a ele toda ciência nesse sentido hoje. Incluindo supostos cálculos matemáticos avançados; fórmulas físicas e instrumentos de alta precisão como os computadores e os telescópios. Embora alguns globolóides atribuam as tecnologias dos computadores a NASA e achem que isso tudo seja uma estúpida evolução das varas de Eratóstenes no tocante a provar que a terra é uma esfera e o universo como eles imaginam. No final vemos que nesse particular as coisas não mudaram muito... O que prova um telescópio? Que a terra é uma esfera giratória no espaço? NUNCA. 

 Dessa atitude de observar atentamente a natureza e o universo que surgiu o termo "cosmos" de onde se originou a cosmologia (estudo do universo) e dessa metodologia racional procedeu também a filosofia. Hoje como comentei acima, essas matérias são quase que ferramentas nas mãos de ateus que tentam "desmistificar" Deus como se fosse um mito e não o Criador de tudo que tanto admiram. Mas embora de certa forma essa metodologia de Tales de Mileto tenha sido usada de modo corrompida por muitos ao longo da história; ele parecia até mesmo um crente em Deus! Sendo mais um que não deixou nenhum livro ou estudo publicado, mas apenas foi citado por outros filósofos, aqui estão algumas das frases atribuídas a ele: 

  • A coisa mais difícil do mundo é conhecer a nós mesmos e a mais fácil, falar mal dos outros.
  • A água é o princípio de todas as coisas.
  • O ser mais antigo é Deus, porque não foi gerado.
  • Todas as coisas estão cheias de deuses.
  • A coisa mais bela é o mundo, porque é obra divina.
  • A esperança é o único bem comum a todos os homens; aqueles que nada mais têm ainda a possuem.
Considerações e Conclusão

Sempre as mesmas ladainhas... Suas obras possivelmente foram consumidas pelo tempo, enchentes, incêndios e até roubadas por ladrões. Sério? Mas ignorando todas essas explicações e focando no que Tales de Mileto somou ou tentou somar ao modelo heliocêntrico em ascensão. Ele foi quem acendeu o estopim para que outros ignorassem por completo as mitologias que eram aceitas por muitos e passassem a aceitar outra mitologia disfarçada de ciência como explicação de tudo. Nessa jornada, muitos atropelaram até Deus em seus achismos que evoluíram em números duvidosos, obscuros, imensuráveis e até vazios de lógica. Um verdadeiro caos ateísta se formou na mente de muitos e uma enxurrada de dúvidas varreu a mente até de cristãos fracos na fé e despreparados que tinham suas convicções nas Sagradas Escrituras e nas "Céticas Ciências" dos homens. E a bola? Nada de provas... Tales de Mileto apenas criou um caminho alternativo para se aprender a ler a natureza da forma mais natural possível e em parte estou com ele no que diz respeito a desmistificar explicações mitológicas idolátricas. A matemática que ele supostamente aperfeiçoou de povos antigos, por um lado culminou em merda nas mãos de homens ardilosos que inventaram metodologias tolas com ares de inteligência onde "aprenderam" a calcular distâncias a bilhões de anos luz daqui. Haja paciência... 

Fontes: 


Comente sua opinião, compartilhe e muito obrigado por acompanhar nosso trabalho aqui no blog Verdade Urgente e se você esta chegando agora, não deixe de conhecer também nosso trabalho no YouTube: Verdade Urgente: https://www.youtube.com/channel/UC0JFmpmTWswaFV7kqCPEnbQ Deus abençoe e não se esqueça de se inscrever aqui no blog e em nosso canal para receber as atualizações! Abraço! 😉





Comentários

  1. Eu quero ver algum globaloide refutar esses personagens kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá meu querido! Eu também sempre fico aguardando com expectativa mas desde que começaram as investigações desses "gênios" os caras desapareceram! kkkkkkkkkkk

      Excluir

Postar um comentário

Sinta-se a vontade em comentar complementando o artigo; deixando suas perguntas ou mesmo apresentando seu ponto de vista para possíveis discussões amigáveis de ideias sem ofensas, fanatismos ou estupidez. Além desses limites a responsabilidade é de cada um...

Os comentários serão avaliados e sendo aprovados; publicados imediatamente.

Postagens mais visitadas deste blog

Respostas contra 12 argumentos dos ateus

Onde estão os manuscritos originais do Novo Testamento?

Terra Circular Plana - Salmos 19.1 - O Firmamento de Deus (Domo)