Aristóteles - Princípio das Ciências Alquimistas

Aristóteles, o grande filósofo estudioso que em seu tempo construiu, segundo a história que nos contam um grande legado de conhecimento que até hoje é estudado e explorado por muitos estudiosos. Mas não gastando tempo e espaço precioso para explanar seus conhecimentos extras sobre tudo que explorou e supostamente deixou; focarei no que diz respeito ao que propomos estudar na sequência de artigos; que são os pilares da cosmologia da bola molhada giratória. E Aristóteles é mais um desses camaradas que deram sua pequena contribuição para esse sistema mentiroso e não fundamentado no empirismo científico. Mas antes de continuar, recomendo que leia outros artigos sobre o tema para que possa enriquecer ainda mais seus conhecimentos: 



Aristóteles foi um dos filósofos gregos que deixou algumas crenças científicas na história. Imagem: Guia do Estudante

Crença no Geocentrismo

Aristóteles na verdade cooperou muito pouco com relação a cosmologia heliocêntrica, que na verdade ainda não havia sido concluída em seu tempo. Ele foi um dos que defendiam que a terra era uma esfera cheia de água moldada nela que ficava girando mas fixa no centro do universo que era uma enorme esfera finita onde as estrelas ficavam fixadas e os planetas descobertos até então, orbitavam a terra em suas próprias esferas celestes! Como esse pessoal gosta de bolas! Então, ele apenas corroborou o sistema geocêntrico que como já dito anteriormente aqui, perdurou por muitos séculos e foi abraçado pela igreja católica e defendido até que novos "seres inteligentes demais" iniciassem uma nova fase de questionamentos, inteirando o modelo heliocêntrico. Mas o mais interessante e cabuloso vem de dentro do baú de conhecimentos de Aristóteles... 

Aristóteles concorda com seu mestre (Platão) em considerar a astronomia uma ciência matemática em sentido pleno, não menos do que a geometria, ele também concordava que os movimentos estudados pela astronomia, como diz a A República, não se percebem "com a vista". Sendo assim, ele também reforçou que os homens de alguma forma poderiam matematicamente explorar a mecânica celeste. Coisa que no final deu muita merda e números vagos e sem fundamento na maioria dos dados que inventaram sem que pessoas como eu possam conferir. Eu chamaria de suposições matemáticas! De quebra ele resolve afundar um pouco mais na estupidez matemática os sentidos humanos ao considerar que não podemos perceber os movimentos nos céus com nossos olhos. Será Aristóteles? Você concorda com ele? Mas o pior esta por vir ainda... 



Fundamentos da Alquimia

 A fundação da Alquimia se baseou nos ensinamentos de Aristóteles, curiosamente ele afirmou que as rochas e minerais cresciam no interior da Terra e, assim com os humanos, os minerais tentavam alcançar um estado de perfeição através do processo de crescimento, a perfeição do mineral seria quando ele se tornasse ouro. Alquimia é uma prática que combina elementos da Química, Física, Biologia, Medicina, Semiótica, Misticismo, Espiritualismo, Arte, Antropologia, Astrologia, Filosofia, Metalurgia e Matemática. Existem quatro objetivos principais na sua prática. Um deles seria a "transmutação" dos metais inferiores ao ouro; o outro a obtenção do "Elixir da Longa Vida", um remédio que curaria todas as doenças, até a pior de todas (a morte), e daria vida longa àqueles que o ingerissem. Ambos os objetivos poderiam ser conseguidos ao obter a Pedra Filosofal, uma substância mística. O terceiro objetivo era criar vida humana artificial, os homunculus. O quarto objetivo era fazer com que a realeza conseguisse enriquecer mais rapidamente (este último talvez unicamente para assegurar a sua existência, não sendo um objetivo filosófico). É reconhecido que, apesar de não ter caráter científico, a Alquimia foi uma fase importante na qual se desenvolveram muitos dos procedimentos e conhecimentos que mais tarde foram utilizados pela Química. A alquimia foi praticada na Mesopotâmia, Egito Antigo, Império Persa, Índia Antiga, China Antiga, Grécia Clássica, Império Romano, Mundo Islâmico, América Latina Pré-colombiana, Europa Medieval e Renascentista.

Embora alguns influenciados pelo conhecimento científico moderno atribuam à Alquimia um caráter de "protociência", deve-se lembrar de que ela possui mais atributos ligados à religião do que à ciência. Parte desta confusão de tratar a Alquimia como protociência é consequência da importância que, nos dias de hoje, se dá à Alquimia física (que manipulava substâncias químicas para obter novas substâncias), particularmente como precursora da Química. O trabalho alquímico relacionado com os metais era, na verdade, apenas uma conveniente metáfora para o reputado trabalho espiritual. Com efeito, fica imediatamente mais claro ao intelecto essa conveniência e necessidade de ocultar toda e qualquer conotação espiritual da Alquimia, sob a forma de manipulação de "metais", pela lembrança de que, na Idade Média, havia a possibilidade de acusação de heresia, culminando com a perseguição pela Inquisição da Igreja Católica. Como ciência oculta, a alquimia reveste-se de um aspecto desconhecido, oculto e místico.



A própria transmutação dos metais é um exemplo deste aspecto místico da Alquimia. Para o alquimista, o universo todo tendia a um estado de perfeição. Como, tradicionalmente, o ouro era considerado o metal mais nobre, ele representava esta perfeição. Assim, a transmutação dos metais inferiores em ouro representa o desejo do alquimista de auxiliar a natureza em sua obra, levando-a a um estado de maior perfeição. A alquimia vem se desenvolvendo nos tempos modernos. Portanto, a alquimia é uma arte filosófica, que busca ver o universo de outra forma, encontrando nele seu aspecto espiritual e superior. Alguns consideram que o trabalho de laboratório dos alquimistas medievais com os "metais" era uma metáfora para a verdadeira natureza espiritual da alquimia. Assim, a transformação dos metais em ouro pode ser interpretada como uma transformação de si próprio, de um estado inferior para um estado espiritual superior. Outros consideram que as operações alquímicas e a transmutação do operador ocorrem em paralelo; existem, ainda, outras opiniões. Vários alquimistas são considerados precursores da moderna medicina, e entre eles destaca-se Paracelso.

Considerações e Conclusão

Ainda pesquisando sobre a Alquimia e a astronomia moderna, encontrei onde deu as vertentes dos estudos de Aristóteles em um artigo de uma globolóide: 

"Big Bang. O evento que deu origem ao universo produziu a maior parte do hidrogênio e do hélio que existe! Isso não é pouca coisa quando consideramos que aproximadamente 98% de toda a matéria comum (bariônica) que forma você, as árvores, a Terra, o Sol é composta por hidrogênio e hélio."

"A verdadeira e duradoura vitória somente pode ser construída por seres iluminados. O universo só devolve o bem a quem semeia o bem" - André Prado.

Eis ai o desfecho e o resultado dos conhecimentos do nosso amigo Aristóteles que não só manteve a cosmologia geocêntrica por séculos, como também explodiu a ideia maluca, obscura, confusa e de múltiplas interpretações e ramificações da Alquimia. Conhecimento esse que ficou empoderado na mente e coração de filósofos, maçons e pseudocientistas modernos! Aqui reside a essência espiritual por trás de toda essa mentira filosófica, ocultista, idolátrica e ateísta. Parece bem contraditório, mas essa é a cosmologia que muitos acreditam e acolhem com toda fé e inocência. Chegaram ao cúmulo de imaginar um evento inimaginável onde deu origem a tudo que logo se tornará em nada novamente, onde em meio a toda uma existência sem sentido, temos que nos encontrar em meio ao cosmos como sendo parte dele com ares de uma espiritualidade que remete à idolatria aos astros e estrelas que Deus condenou! Mas vamos chegar com mais profundidade nesse tocante, descansem... 

A propósito... Me lembrei de embates onde globolóides usando de seu pouco nível de conhecimento acusavam Samuel Rowbotham de charlatão por ser médico e estudar no fósforo, uma forma de medicação para determinados problemas de saúde, dizendo que tentava vender isso como um "elixir milagroso" que curava tudo. Com essa dos antecessores de vocês de "Elixir da vida", "Homúnculos" e outras crendices; acho melhor reverem vossas argumentações... 

Comente sua opinião, compartilhe e muito obrigado por acompanhar nosso trabalho aqui no blog Verdade Urgente e se você esta chegando agora, não deixe de conhecer também nosso trabalho no YouTube: Verdade Urgente. Deus abençoe e não se esqueça de se inscrever aqui no blog e em nosso canal para receber as atualizações! Abraço! 😉



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Respostas contra 12 argumentos dos ateus

Terra Plana - Salmos 19.1 - O Firmamento de Deus (Domo)

Verdade Oculta - Você conhece quem é o "irmão" Rubens?