NOM - Plano Mundial Sionista - ATA IV

Existe mesmo um plano mundial de governo único em andamento no mundo? A NOM realmente existe, ou não passa de uma teoria da conspiração? Quem seriam os poderosos por trás do poder mundial? São perguntas pertinentes e que merecem respostas na medida do possível. Conforme abandonamos nossa vida pregressa e atolada em distrações que minam nosso intelecto e percepção, começamos a buscar o que realmente importa; com a Verdade de Deus e verdades benéficas para o mundo. Mas nessa jornada, teremos que nos aprofundar em algumas mentiras para poder desenterrar verdades e aí topamos com coisas semelhantes a estes Protocolos assustadores. E o que mais que incomoda é saber que na nossa sonolência, ganância e falta de desconfiança, permitimos como humanidade "gentílica" que alguns judeus corruptos e malignos se infiltrassem no meio de nós e destruíssem bases firmes de sociedades inteiras! Como digerir que desde os maçons mais antigos em nosso país eles estavam por trás? Sim, ou não sabia você que a maçonaria em si é uma grande fachada de operação deles? Pois ficará sabendo ao longo dessa série cabulosa aqui no Verdade Urgente. Não deixe de ler os demais artigos e ajudar nosso trabalho com aquele pulo nos anunciantes por aqui. Agradeço, desde já e vamos a mais informações valiosas e terríveis desses planos sionistas. 


Embora sempre exista fontes com informações falsificadas ou corrompidas; foram eles que motivaram tais definições políticas na sociedade. Imagem: Barão da Pirapora



As diversas fases duma república. A franco maçonaria externa. A liberdade e a fé. A concorrência internacional do comércio e da indústria. O papel da especulação. O culto do ouro. 

Toda república passa por diversas fases.{33} A primeira compreende a loucura dum cego que se atira para a direita e para a esquerda. A segunda é a da demagogia, de onde nasce a anarquia; depois, vem inevitavelmente o despotismo, não um despotismo legal e franco, porém um despotismo invisível e ignorado, todavia sensível; despotismo exercido por uma organização secreta, que age com tanto menos escrúpulo quanto se acoberta por meio de diversos agentes, cuja substituição não só não a prejudica como a dispensa de gastar seus recursos, recompensando longos serviços.

{33} Cf. Kadmi-Cohen, “Nômades”, págs. 152-153: “De um modo geral, por toda a parte, os judeus são republicanos.  A república que tende ao nivelamento, foi sempre uma de suas mais caras aspirações.”- “Seu ódio de toda autoridade dinástica ou pessoal, seu sincero amor das instituições republicanas, sua repulsa por toda injustiça acham explicação no unitarismo ideal de sua raça”. Ótimo! República para os outros se esfacelarem; autocracia para o seu domínio...

Quem poderá derrubar uma força invisível? Nossa força é assim. A franco maçonaria externa serve unicamente para cobrir nossos desígnios: o plano de ação dessa força, o lugar em que assiste são inteiramente ignorados do público.

A própria liberdade poderia ser inofensiva e existir no Estado, sem prejudicar à liberdade dos povos, se repousasse nos princípios da crença em Deus, na fraternidade humana, fora da ideia de igualdade contrariada pelas próprias leis da criação, que estabelecem a subordinação. Com uma tal fé, o povo se deixaria governar pela tutela das paróquias e marcharia humilde e tranquilo sob a direção de seu pastor espiritual, submetido à distribuição divina dos bens deste mundo. Eis porque é preciso que destruamos a fé e arranquemos do espírito dos gentios o próprio princípio da Divindade e do Espírito, a fim de substituí-lo pelos cálculos e pelas necessidades materiais.





Para que os espíritos dos gentios não tenham tempo de observar e raciocinar, é necessário distraí-los pela indústria e pelo comércio. Todas as nações procurarão suas vantagens e, lutando cada uma pelos seus interesses, não notarão o inimigo comum. Para que a liberdade possa desagregar e destruir completamente a sociedade dos gentios, é preciso fazer da especulação a base da indústria {34}. Dessa forma, nenhuma das riquezas que a indústria tirar da terra ficará nas mãos dos industriais, mas serão sorvidas pela especulação, isto é, cairão nas nossas burras. 

{34} Diz o judeu Kadmi-Cohen, “Nômades”, págs. 88-89: “Tudo no semita é especulação, de ideias ou de negócios e, sob este último aspecto, que hino vigoroso não canta ele à glorificação do interesse terrestre!”

Cf. G. Batault, “Le Problème Juif”, pág. 39: “Na finança, tudo se concentrou em algumas mãos invisíveis, tudo se trama no silêncio da noite. Cúmplices e solidários, os autores são secretos e discretos. O instrumento são as operações anônimas da bolsa; compra e venda, venda e compra. Sob ações invisíveis, os pratos da balança do Destino oscilam. Contra a autoridade tirânica, contra o domínio do Econômico, é possível achar armas - o coração dos homens e a alma dos povos, mas deixam-nas enferrujar na bainha...”

A luta ardente pela supremacia, os choques da vida econômica criarão e já criaram sociedades desencantadas, frias e sem coração. Essas sociedades terão uma profunda repugnância pela política superior e pela religião. Seu único guia será o cálculo, isto é, o ouro, pelo qual terão verdadeiro culto {35}, por causa dos bens materiais que pode proporcionar. Então, as classes baixas dos gentios nos seguirão em nossa luta contra a classe inteligente dos gentios no poder, nossos concorrentes, não para fazer o bem, nem mesmo para adquirir a riqueza, mas simplesmente por ódio dos privilegiados {36}.

{35} O culto do ouro pelo judeu começa na Bíblia, com a adoração do Bezerro fundido por Aarão. Desde a mais alta antiguidade, cultiva e manobra o ouro. Por que razão intentaram um processo ao pretor Flaccus? Responda Cícero, seu advogado, no “Pro Flacco”: “Vendo que o ouro era, por conta dos judeus, exportado todos os anos da Itália e de todas as províncias de Jerusalém, Flaccus proibiu por um édito a saída do ouro da Ásia”. 

Cf. Bernard Lazare, “L ‘Antisémitisme”, vol. I, pág. 174: “À medida que se avançam, vê-se com efeito, crescer nos judeus a preocupação da riqueza e toda sua atividade prática se concentrar em um comércio especial, refiro-me ao comércio do ouro”. Pág. 187: “O ouro deu aos judeus um poder que todas as leis políticas e religiosas lhes recusavam... Detentores do ouro, tornaram-se senhores de seus senhores...”





{36} Contra essa manobra, o grande papa Leão XIII preveniu os católicos na Encíclica Humanum Genus: “Eles só falam de seu zelo pelos progressos da civilização, de seu amor pelo pobre povo. A dar-lhes crédito, seu único fim é melhorar a sorte da multidão e estender ao maior número de homens as vantagens da sociedade civil... Mas todos os seus esforços tendem a destruir completamente toda disciplina religiosa e social nascida das instituições cristãs, substituindo-as por uma nova, afeiçoada à maneira de suas ideias e cujos princípios fundamentais e leis são tomados ao naturalismo”

Considerações e Conclusão

Vou repetir com todas as letras e com a maior clareza possível, duas verdades e pensamentos meus com base em tais informações impressionantes e reveladoras. Não acredito que isso seja mero fruto de uma mente conspiracionista pela profundidade das informações e pela realidade das realizações. Isso realmente é um plano arquitetado por pessoas determinadas com ideais firmes e que não se rendem a fracassos e obstáculos. E agora deixo novamente minha segunda conclusão; de que não são todos os judeus que são assim e estão envolvidos nisso. Estes, porém não só criaram esse grupo perigoso, como também sacrificam seus próprios irmãos e estão cagando e andando para nós "gentios". Eles criam movimentos de autodefesa como os tais movimentos anti semitas para pressionar e coibir as sociedades sobre quaisquer comentários que pareçam "denegrir" ou "atacar" um judeu, por mais errado que ele seja. Esse movimento pode ter seus fundamentos legitimados naqueles judeus inocentes que realmente são confundidos com esses maléficos e sofrem perseguições por isso. Tanto é verdade que existem grupos de judeus que protestam contra os tais sionistas e condenam suas práticas. Mas quem saberia identificar onde estão esses caras?? Alguns já estão mais que perceptíveis pelos status que alcançaram a nível mundial e poderíamos dar nomes a alguns "bois", mas chegaremos lá. O que acha desse plano tão bem arquitetado e confirmado como real e evidenciado na história por obras de outros autores em suas falas e fatos que aconteceram alterando as sociedades?   

Fontes:
Protocolos dos Sábios de Sião - Página 26

Deixe sua opinião que é muito importante para mim; compartilhe este artigo para mais pessoas aprenderem e despertarem e obrigado por acompanhar este humilde trabalho e se esta chegando agora, se inscreva com seu email abaixo para receber artigos novos sempre:
 

Digite seu Email:

Verdade Urgente no YouTube



Deus abençoe muito sua vida e espero ter contribuído de alguma forma para seu crescimento em busca de verdades. Abraço! 😉

Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim." João 14:6




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Claudio Ptolomeu - Geocentrismo Astrológico

Hicetas - Rotação ou Translação da Terra?

Ecfanto "Inexistus" - Movimento Leste a Oeste da Terra